Você sabia que o Pilates aumenta a disposição dos avós para brincar com os netos?

As expectativas de vida no Brasil estão cada vez melhores. Não é à toa que um levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) revela que, até 2020, nosso país alcançará uma população de idosos que corresponderá a cerca de 13% do total de brasileiros. É justamente por saber que viveremos mais que, desde a juventude, já devemos passar a nos preocupar com cuidados e atenções especiais voltadas à terceira idade.

Precisamos ser cautelosos, pois o envelhecimento é involuntário e, com ele, chegam diversas consequências de um processo de deterioração progressiva do organismo. Com isso, o idoso perde autonomia e, pouco a pouco, se torna um ser limitado. Porém, há alternativas. Um exemplo disso é o método Pilates!

Benefícios do Pilates

O Pilates é a oportunidade perfeita para retardar possíveis perdas funcionais no idoso e, desta forma, mantê-lo sempre ativo e bem-disposto para executar qualquer tipo de tarefa no dia a dia, desde afazeres domésticos até brincar com os netos. Entre as vantagens adquiridas, podemos citar:

  • Condicionamento global;
  • Aumento da densidade mineral óssea;
  • Coordenação motora;
  • Ganho de força;
  • Equilíbrio;
  • Maior capacidade de mobilidade.

Idosos ativos

Existem estudos recentes que mostram que a prática regular de exercícios físicos contribui com uma expectativa de vida maior. Em decorrência disso, os idosos podem diminuir o consumo de medicações, reduzir o declínio cognitivo, entre outros. Em busca desta realidade e respeitando as limitações de cada indivíduo, o Pilates busca desenvolver um trabalho que engloba corpo e mente, além de estimular a consciência corporal e o autocontrole.

Trata-se da prescrição de exercícios desempenhados no solo, valendo-se do peso do próprio corpo e da força da gravidade como forma de resistência. Há, ainda, a possibilidade de associar a prática ao uso de aparelhos que utilizam molas em diferentes graus de resistência.

O idoso que se identifica com o método e passa a praticá-lo com frequência o aproveita de maneira produtiva. Também observa melhorias em seu estado emocional, na socialização e na motivação. Para melhores resultados, as aulas devem manter determinada periodicidade.

 

Pilates para prevenção de problemas de saúde comuns em idosos!

Cada vez mais médicos e fisioterapeutas vêm indicando a prática do Pilates na terceira idade. O motivo é simples: o método reúne uma série de benefícios para os idosos que podem ser adquiridos facilmente. É natural que, com o passar dos anos, o organismo tenha suas capacidades funcionais comprometidas, como o enfraquecimento dos músculos, a piora do equilíbrio, a diminuição da resistência, entre outras. Com isso, a realização de atividades comuns no dia a dia, acabam por não serem mais tão fáceis.

Nesse contexto, surge o Pilates como um grande aliado. As sessões acontecem com base em exercícios que demandam apenas o peso corporal do próprio indivíduo, respeitando seus limites e incentivando o progresso gradual. São movimentos suaves e controlados, acompanhados de um trabalho respiratório específico, que ativa a musculatura responsável pela sustentação da coluna e do tronco, além da estabilidade.

 

Pilates supervisionado por quem entende

Para que as atividades sejam bem desenvolvidas e a qualidade de vida não se prejudique, é essencial que as aulas de Pilates sejam assistidas por profissionais devidamente capacitados. Somente esses instrutores podem supervisionar os movimentos e, com isso, colaborar com a boa decorrência de tratamentos médicos, fisioterápicos ou de dores articulares.

A meta é que o idoso trabalhe o organismo de forma holística, integrando corpo e mente, físico e psicológico. Sendo assim, diversas vantagens são obtidas. Alguns exemplos são:

  • Desenvolvimento de autoconsciência corporal;
  • Melhor mobilidade das articulações;
  • Fortalecimento da musculatura;
  • Otimização da respiração e da concentração;
  • Ganho de coordenação motora;
  • Melhora do equilíbrio.

O foco está, sobretudo, em gerar qualidade de vida ao idoso e proporcionar a ele um aumento de autoestima.

 

O método como prevenção de quedas

Relatadas entre os principais problemas da saúde pública relacionados aos idosos, as quedas são muito comuns nesta fase da vida. Estatísticas revelam que indivíduos com 65 anos ou mais caem, pelo menos, uma vez por ano. Dependendo da fragilidade e do estado de saúde dessa pessoa, o caso pode ser bastante grave.

A prática do Pilates aperfeiçoa estratégias de equilíbrio, fortalece membros inferiores, aumenta a flexibilidade, melhora a função cardiorrespiratória e pode chegar a eliminar o medo de cair. É a prevenção perfeita para diversas questões de saúde em idosos!

A HT Pilates oferece aulas para todas as faixas etárias. Agende uma visita!

Saiba como o Pilates ajuda a melhorar o equilíbrio corporal na terceira idade!

 

Que o método criado por Joseph Pilates acarreta em uma série de benefícios físicos e psicológicos, já não é nenhuma novidade. Não é à toa que, dia após dia, diversos novos praticantes surgem em todas as partes do mundo. Os níveis de aceitação e a quantidade de adeptos se devem ao fato de que os resultados positivos podem ser notados sem muito esforço. Tais atributos fazem com que alunos de todas as idades se interessem.

Idosos podem, e devem, praticar Pilates regularmente. Com exercícios especialmente elaborados para cada indivíduo, o problema de sobrecarga jamais precisará ser enfrentado. Os limites do aluno são devidamente respeitados, mantendo o foco no alcance de seus objetivos em específico. No caso de praticantes da terceira idade, as metas podem incluir a busca pela autonomia, além do aumento da consciência e do equilíbrio corporal.

 

Atividades especialmente voltadas ao equilíbrio dos idosos

 Com o passar dos anos, é comum que alguns idosos passem a ter medo de saírem de casa desacompanhados. O principal motivo é a insegurança que sentem ao precisarem se locomover por conta própria. Com isso, alguns malefícios são visíveis, como o isolamento social e, posteriormente, a depressão.

Durante as aulas de Pilates, os alunos são acompanhados por profissionais experientes, que lhes passam segurança e oferecem todo o suporte necessário para desenvolver as técnicas, com muita seriedade. Sendo assim, nos primeiros encontros, não é exigido demais do equilíbrio de pessoas da terceira idade, a fim de evitar mal-estar ou frustrações. Primeiramente, são desenvolvidos exercícios de nível básico. Os intermediários e avançados virão a seu tempo, atribuindo, pouco a pouco, uma ênfase maior ao equilíbrio.

 

Como alcançar o equilíbrio?

 O equilíbrio está diretamente ligado aos sistemas visual e vestibular, pois são os responsáveis por promover a estabilidade dinâmica do organismo, já que atuam na percepção do posicionamento da cabeça e do tronco. O método Pilates é composto por diversas atividades que exigem um pouco mais da musculatura, gerando mais firmeza e constância dos movimentos.

Instrutores devidamente capacitados e que podem colaborar com o alcance de seus objetivos, você encontra na HT Pilates! Entre em contato!

Pilates para tratar lesões na coluna em pessoas da terceira idade

Pilates para tratar lesões na coluna em pessoas da terceira idade

Não envelhecer é impossível. De acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida dos brasileiros apenas aumenta ano após ano. Para se ter uma ideia, em 1940, essa expectativa de longevidade era de pouco mais do que 45 anos de idade. Já em 2015, saltou para os 75 anos, 5 meses e 26 dias. A estimativa é que, em 2050, 30% da população de nosso país tenham mais de 65 anos.

Pois é, o tempo passa para todos e, com os anos, vêm situações que exigem atenção redobrada. Dores na coluna, por exemplo, constituem um problema que atinge homens e mulheres mais velhos. As principais causas são o sedentarismo e a má postura praticados ao longo da vida. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 85% das pessoas sofrem ou ainda sofrerão com esse problema, sobretudo, na região lombar.

Mas chegar à “melhor idade” bem disposto e saudável é possível! Basta conhecer soluções eficientes.

 

Pilates para melhoria da qualidade de vida

Se existe uma prática que, comprovadamente, auxilia no aumento da longevidade, melhoria da saúde e diminuição das mais variadas formas de dor, é o Pilates. O método se baseia em exercícios físicos especialmente dedicados a determinadas áreas do corpo, o que possibilita o trabalho da flexibilidade e o aumento da força muscular.

Um recente estudo realizado no Canadá revelou que pacientes que padeciam de dores nas costas e na coluna e que desenvolveram treinos de Pilates por cerca de quatro horas e meia por semana, relataram menos desconfortos e incapacidade depois de um ano do início do programa. As atividades são pontuais e propiciam o fortalecimento da musculatura que sustenta a coluna vertebral. A consequência disso não poderia ser melhor: a diminuição dos riscos de lesões.

 

Um passo para a independência

Dentre os inúmeros benefícios físicos e psicológicos gerados pela prática do Pilates, há que se destacar o incentivo à autonomia. Bons profissionais focam os treinos em exercícios nos quais o idoso é capaz de realizar por conta própria. Pouco a pouco, o indivíduo vai ganhando maior mobilidade e flexibilidade, o que auxilia na saúde como um todo

Para acompanhamento especializado durante a terceira idade, entre em contato com a HT Pilates!

Pilates para correção de postura e melhoria da qualidade de vida dos idosos


A terceira idade é uma fase da vida que exige uma série de adaptações e cuidados. É de extrema importância que indivíduos idosos busquem se manter ativos e, com isso, conquistem mais qualidade de vida. Neste contexto, surge a oportunidade de se praticar Pilates, método constituído de exercícios físicos e alongamentos que podem ser executados com o auxílio do peso do próprio corpo.

Não podemos deixar de levar em consideração também que pessoas mais velhas possuem algumas limitações, provenientes de um desgaste progressivo e natural do organismo. Ao contrário do que se nota em outras modalidades esportivas, o Pilates pode ser adaptado à realidade e às condições de todo e qualquer indivíduo. Sendo assim, mesmo na terceira idade, sua prática é totalmente recomendada.

 

Por que praticar Pilates na terceira idade?

Existem alguns especialistas que chegam a descrever o Pilates como a atividade perfeita para os idosos. Isso porque, dentre os inúmeros benefícios que a prática propicia, há alguns especiais. Exemplos são o combate às dores e à insônia, além do incentivo à autonomia, o que possibilita que essas pessoas deixem de depender de terceiros.

Idosos ativos também têm chances menores de serem acometidos por questões neurológicas, como o Alzheimer, o Parkinson, derrames cerebrais, entre outras. É preciso destacar também a melhora progressiva da postura corporal.

 

Os benefícios do Pilates para idosos

Por combinar exercícios de baixo impacto com a possibilidade de fortalecimento e coordenação, o Pilates se torna uma prática excelente na terceira idade. O método trabalha áreas do corpo que, normalmente, exigem uma atenção maior na velhice, como as articulações. Através das atividades, os idosos podem obter maior flexibilidade, o que diminui os riscos do desenvolvimento de artrose ou dores generalizadas.

Há a conservação da massa muscular e a possibilidade de se manter o condicionamento cardiovascular, sem exageros. Ao trabalhar os músculos profundos, é possível controlar o fluxo da urina, o que previne a incontinência, bastante recorrente nessa faixa etária.

Para saber mais sobre as vantagens de se praticar o método na terceira idade, consulte a equipe da HT Pilates! São profissionais devidamente capacitados para desenvolver exercícios de uma forma saudável, a fim de alcançar objetivos reais.

Como manter os músculos saudáveis e a concentração na terceira idade com a prática do Pilates

É natural que, com o passar do tempo, determinadas funções do organismo humano sofram uma queda em seu desempenho. Alguns exemplos que facilmente podem ser elencados são falhas no equilíbrio, enfraquecimento dos músculos, postura abalada, coordenação motora lenta, entre outros. Com isso, a realização de atividades corriqueiras se torna uma tarefa árdua.

Desconsiderando os casos em que as disfunções são provenientes de patologias, muitas das constatações são resultados da falta de exercícios físicos. Neste contexto, o método Pilates cai como uma luva, pois se trata de um treinamento completo. A técnica viabiliza um envelhecimento saudável e de forma ativa.

 

Os benefícios do Pilates para idosos

 O método criado por Joseph Pilates visa promover o condicionamento físico interligando o corpo e a mente. Sendo assim, o aluno da terceira idade conquista não apenas benefícios físicos, mas também psicológicos. Isso assegura que o idoso envelheça mantendo a boa autoestima em dia e afastando a ocorrência de males, como a depressão.

Do ponto de vista corporal, diversas vantagens podem ser adquiridas. Uma vez que os princípios do Pilates são a concentração e o total controle dos suaves movimentos realizados, o praticante obtém estabilidade no tronco, sustentação da coluna e um trabalho respiratório eficaz. Os músculos são ativados da maneira correta, sem sobrecarga, favorecendo o bem-estar do indivíduo.

 

Qualidade de vida

Por se tratar de uma atividade física de baixo impacto, o método Pilates é amplamente recomendado a alunos da terceira idade. Além disso, as aulas são devidamente supervisionadas por professores capacitados, de maneira individualizada. Dando atenção às especificidades de cada praticante, o treinamento pode auxiliar em tratamentos médicos e fisioterápicos ou, simplesmente, atuar como medida preventiva.

Os treinos podem ser focados no fortalecimento global com ênfase em membros inferiores, voltados ao equilíbrio, à potência muscular ou ao aumento da flexibilidade. Em todo caso, é válido ressaltar a importância de o aluno realizar uma avaliação prévia, para que o trabalho seja direcionado e não ofereça riscos de lesões.

Quer deixar o sedentarismo de lado da maneira certa? Então, entre em contato, agora mesmo, com a HT Pilates e solicite uma aula experimental!

Como o Pilates melhora a qualidade de vida da terceira idade

Hoje em dia, os idosos têm estado cada vez mais ativos. Não é incomum encontrarmos membros da terceira idade praticando as mais variadas atividades físicas e, muitas vezes, dando um verdadeiro “baile” em muitos jovens. Isso ocorre porque, atualmente, os programas voltados à melhoria da qualidade de vida, sobretudo acima dos 60 anos, estão se aprimorando mais. E com o Pilates, não é diferente!

Devido ao aumento da população idosa em todo o mundo, o método Pilates se renovou para trabalhar a reabilitação da mesma. A intenção é promover e preservar a saúde, tanto física quanto psicológica, durante a terceira idade. A necessidade nasceu a partir do momento em que foram constatados os números que compõem esta faixa de cidadãos.

De acordo com o levantamento mais recente realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), hoje em dia são mais de 15 milhões de idosos no país. Isso significa 8,6% da população brasileira. E, dentro das próximas duas décadas, o número deve dobrar, chegando à marca de 30 milhões.

 

Envelhecendo com saúde

Desde quando foi criado por Joseph Pilates, o método Pilates tem como principal objetivo ser uma atividade completa. Isto é, ela trabalha aspectos como o controle do movimento, a centralização do organismo, a coordenação motora, o equilíbrio, a concentração, a flexibilidade, a respiração, entre outros. Sendo assim, a prática se tornou uma referência quando o assunto é reabilitação.

Nos casos de envelhecimento, a procura também é alta, sobretudo quando se leva em consideração que os idosos estão em busca de alívio para dores ou patologias, provenientes do efeito dos anos já vividos. O Pilates conta com vasto repertório de exercícios, que podem ser válidos em diversos tipos de tratamentos. Contando com o auxílio de profissionais devidamente capacitados, as aulas atuam de forma eficiente entre os alunos da terceira idade.

 

Por que o Pilates é válido durante a terceira idade?

A resposta é simples: o Pilates carrega consigo diversos benefícios. Os exercícios fortalecem a musculatura, o que auxilia na correção da postura e promove a flexibilidade; melhoram o equilíbrio, o que minimiza as ocorrências de quedas; e promovem um momento de reflexão e de boa respiração, garantindo uma boa relação consigo mesmo e estimulando uma autoestima saudável.

Para manter a saúde física e psicológica em dia, venha para a HT Pilates! Nossa equipe de profissionais está a postos para analisar seu caso e traçar as estratégias ideais. Faça uma visita!

Pilates para aumentar a expectativa de vida e a longevidade

Você sabia que o pilates ajuda a aumentar a expectativa de vida e leva à longevidade? O método, quando aliado a uma alimentação saudável e a bons hábitos de vida, pode fazer com que uma pessoa viva mais e melhor!

A prática do pilates é democrática, pois pode ser feita por qualquer pessoa, até mesmo na terceira idade ou durante a gestação. O método traz bem-estar, proporciona mais qualidade de vida e amplia significativamente a longevidade de seus praticantes.

Com benefícios como equilíbrio corporal, melhora no desempenho físico e na disposição, ganho de força muscular e prevenção de doenças degenerativas, o pilates é ideal para quem busca um exercício que trabalhe o corpo de forma global e ainda aumente a flexibilidade e a saúde física e mental.

O método é baseado na reeducação postural e conscientização corporal e contempla exercícios com movimentos controlados e precisos, sem impactos negativos para as articulações.

Confira os principais benefícios do Pilates:

  • Alívio de dores crônicas;
  • Menos estresse no dia a dia;
  • Melhora no sistema circulatório e na oxigenação dos tecidos e do sangue;
  • Relaxamento;
  • Flexibilidade;
  • Controle da respiração;
  • Aprimoramento da capacidade cardiovascular;
  • Consciência corporal;
  • Mais condicionamento físico;
  • Perda de peso;
  • Melhoria na coordenação motora;
  • Correção da postura;
  • Entre outros.

A combinação de todos estes benefícios leva o aluno a uma vida mais saudável e plena. Dessa forma, o pilates também pode ser compreendido como uma técnica preventiva, que evita ou reduz a ocorrência de doenças, como osteoporose e problemas de articulações, principalmente entre os idosos.

Além disso, ao fortalecer os músculos e melhorar o equilíbrio, o pilates também evita acidentes, como quedas e fraturas, tão comuns entre idosos sedentários.

Faça uma visita à HT Pilates e conheça melhor os benefícios da técnica. Ao iniciar o método, você ganhará mais força, coordenação motora, disposição e saúde, além de aliviar dores lombares e conquistar mais autoestima e autoconfiança.

Entenda por que o Pilates é fundamental para quem está na melhor idade. 6 dicas para evitar acidentes em casa e na rua!

A melhor idade é uma época da vida que merece cuidados redobrados. O idoso precisa manter uma vida ativa e, para isso, a prática de pilates é ideal, sempre com um programa individualizado e orientações de profissionais especializados.

Essa atividade é muito indicada às pessoas que estão na melhor idade, uma vez que o pilates ajuda no equilíbrio, na postura e na melhora da força muscular. Além de todos esses benefícios, o pilates também contribui para a qualidade de vida do idoso e melhora a sua autoestima, confiança e bem-estar.

A prática do pilates pode ajudar a prevenir acidentes em casa e na rua, já que trabalha e fortalece o corpo do idoso. Confira abaixo algumas dicas que também são importantes para esse tipo de prevenção!

  1. Não use tapetes escorregadios: essa dica é útil para os idosos que não praticam atividade física, mas também para aqueles que são ativos. Hoje em dia, é comum o uso de tapetes durante os exercícios realizados em casa, mas é preciso escolher muito bem qual o idoso irá usar, para que o item não cause acidentes.
  2. Seja ativo, mas com cuidado: a atividade física é importante em qualquer época da vida, mas quando atingimos uma idade mais avançada, fica ainda mais imprescindível manter uma rotina de exercícios. O importante é fazer uma atividade adequada à idade e que não cause riscos ao idoso.
  3. A importância do fortalecimento muscular: uma porcentagem alta dos acidentes com idosos é causada por quedas ou desequilíbrios. Por isso, é indicado que o idoso busque atividades físicas que favoreçam o fortalecimento muscular, como o pilates.
  4. Vá regularmente ao médico: consultar o médico tem que ser uma rotina na vida de todos nós, ainda mais na terceira idade. Portanto, não deixe que o idoso esqueça de ir ao médico. Para aqueles que praticam atividades regulares é ainda mais importante um acompanhamento contínuo com um especialista.
  5. Cuidado com objetos perigosos: alguns objetos podem se tornar um verdadeiro perigo aos idosos. Por esse motivo, é importante que eles recebam orientação especializada na prática de exercícios físicos.
  6. Não faça esforço excessivo: todas as idades possuem limitações e é importante que o idoso saiba reconhecer as suas e aprenda a lidar com elas. O esforço excessivo, por exemplo, pode prejudicar muito a terceira idade e até causar acidentes graves.

Entre em contato com a HT Pilates e comece agora a mesmo a deixar sua rotina mais ativa, mas sem esquecer dos cuidados necessários que previnem o idoso de possíveis acidentes.

Segredos para um envelhecimento harmonioso

1- Procurar hábitos saudáveis no dia-a-dia (Combatendo os vícios, como tabagismo e sedentarismo);

2 – Manter-se sempre ativo, tendo interesse e gostos amplos (manter-se atualizado, procurar saber o que está acontecendo no seu mundo);

3 – Ter um Hobby (ter algo que goste de fazer);

4 – Interagir e se relacionar com várias pessoas;

5 – Ter um esporte ou praticar constantemente uma atividade física;

6 – Cuidar da alimentação, fazer uso de uma dieta balanceada sem exageros;

7- Fazer prevenção e controle de doenças, como hipertensão arterial, diabetes, osteoporose e dislipidemias;

Foto: Corbis

Foto: Corbis

8 – Evitar quedas, prevenindo contra fraturas e ficar acamado por longos períodos (Exercícios ajudam no equilíbrio corporal);

9 – Preservar as funções sensitivas como ouvido, dentes e olhos, através de exames. Quando necessária fazer uso de aparelhos auditivos, próteses dentárias e óculos;

10 – Assumir responsabilidades, sentir-se útil, ter atividades (rentáveis ou voluntárias);

11 – Não fazer uso de medicação sem necessidade (evitar automedicação);

12 – Evitar o estress. Dar sentindo à vida;

13 – Assegure-se horas suficientes de repouso noturno (8 horas, em média).