Inspirado com a Copa do Mundo para voltar a jogar bola? O Pilates ajuda a evitar lesões no futebol!

Os benefícios alcançados por pessoas que praticam alguma modalidade esportiva são diversos! Ainda assim, tantos efeitos benéficos não chegam sozinhos. São muito comuns as ocorrências de atletas que se lesionam durante treinos ou jogos.

Entre os jogadores de futebol, por exemplo, as lesões mais ocorrentes são as contusões, os estiramentos e as entorses. Cerca de 80% dos danos acontecem nos membros inferiores, sendo que a maioria envolve a musculatura das coxas e as articulações dos joelhos e dos tornozelos.

O Pilates como exercício complementar

Se você está animado com as partidas da Copa do Mundo 2018 e resolveu acordar o atleta adormecido que há em seu interior, saiba que isso está mais do que certo! Ainda assim, é preciso tomar uma série de precauções, para que não haja consequências negativas, como os machucados já citados anteriormente.

É por isso que o Pilates se tornou um excelente exercício complementar, aliado de diversos atletas, mesmo daqueles que só treinam aos finais de semana. O método influencia no equilíbrio e previne dores e lesões, já que fortalece a musculatura e trabalha as articulações. Além disso, colabora com a otimização do rendimento físico e promove maior qualidade de vida!

Benefícios do Pilates para quem pratica futebol

O futebol é uma atividade cuja incidência de lesões é relativamente alta. Desta forma, a procura por estratégias que minimizem os riscos deve ser constante. O Pilates é uma excelente ferramenta, com grande potencial nesta prevenção.

O core intensificado colabora com o aperfeiçoamento da eficiência dos movimentos, além de trabalhar a respiração e a resistência física. A modalidade também ajuda a melhorar a postura, promovendo o alinhamento da coluna, e alivia os músculos tensos. Há outras vantagens:

  • Aumento da flexibilidade e da amplitude dos movimentos praticados;
  • Correção dos desequilíbrios no organismo;
  • Desenvolvimento da força do núcleo (core) para promoção de resistência;
  • Fortalecimento e alongamento dos músculos, sem volume adicional;
  • Restauração da postura natural e do alinhamento do corpo;
  • Melhoria da estabilidade e do equilíbrio do corpo como um todo;
  • Redução dos riscos de lesões;
  • Aumento da resistência, por meio de técnicas de respiração adequada.

Você gosta de Surf? Melhore o seu rendimento no esporte com o Pilates!

As aulas de Pilates são compostas por diversos exercícios que variam entre os níveis básico, intermediário e avançado, mas todos compartilham das mesmas metas: fortalecer e definir a musculatura. Com isso, os adeptos estão distribuídos em várias categorias, desde os iniciantes até esportistas de alto desempenho, em busca de aprimoramentos. É o caso dos surfistas.

Existem determinadas manobras que podem causar lesões nos praticantes do surf. Alguns exemplos são a remada e o “joelhinho”, que podem comprometer e ocasionar danos à coluna com o passar do tempo. Eis, então, que o Pilates surge como um aliado que contribui na chamada “parte da gravidade”, ou seja, a região que permite ao atleta acelerar e desacelerar corretamente. Estamos nos referindo à região que interliga o peitoral a pelves nos planos anterior, posterior e lateral.

O Surf em parceria com o Pilates

A prática do surf pode ser complementada com uma série de exercícios abdominais integrados com alongamento. Isso fortalece a musculatura e evita a ocorrência de problemas na coluna desde cedo. É possível aliar o método ao esporte logo nos primeiros anos em que se pratica, como, por exemplo, desde a infância ou a adolescência.

Quando se está no mar, o surfista deve enfrentar alguns obstáculos para que seja capaz de deslizar a prancha sobre as ondas. São movimentos que exigem equilíbrio, coordenação, força e muita prática. O Pilates, sem dúvida alguma, colabora com o processo de se adquirir todos esses atributos e disciplina.

Os exercícios propostos pelo método otimizam a respiração, a concentração e a mobilidade. Além disso, ocorre o fortalecimento do Power House, que são os músculos pélvicos, lombares e os glúteos, a fim de prevenir lesões e encurtamentos musculares.

Adaptando o método à realidade de cada atleta

É importantíssimo reconhecer que o Pilates deve se adequar à realidade e às limitações de cada atleta. Isto é, a individualidade do surfista será, obrigatoriamente, respeitada. Suas necessidades serão avaliadas por um instrutor capacitado e, somente então, a técnica passará a ser desenvolvida, mantendo o foco no alcance de seus objetivos. Os níveis de dificuldades também serão avançados progressivamente.

Se está em busca de aulas de qualidade para aperfeiçoar seu desempenho no surf, venha para a HT Pilates!

Melhore o seu rendimento no vôlei de praia com a prática de Pilates!

As vantagens alcançadas devido à prática do Pilates são cada vez mais conhecidas e comentadas. Não é difícil saber de alguém que procura pela modalidade, justamente por ter o desejo de obter boa saúde e melhor qualidade de vida. Com isso, acontece o que já era esperado: a popularização do método.

No entanto, dentre os inúmeros benefícios oferecidos pelo Pilates, há um que nem todo mundo conhece: o “suplemento” nos treinamentos esportivos. A prática vem sendo adotada por atletas de alto rendimento, público específico cujo principal objetivo é o de melhorar a performance em competições e, consequentemente, alcançar resultados superiores.

 

Pilates voltado a praticantes do vôlei de praia

O vôlei de praia é uma derivação do voleibol criada na década de 1920, nos Estados Unidos. Algum tempo depois, em 1996, já eram tantos adeptos que o esporte passou a ser considerado modalidade olímpica. Entre suas particularidades, estão as partidas que contam com duas equipes, sendo dois jogadores de cada lado.

O esporte exige uma preparação física adequada, já que não é praticado em uma quadra. Os atletas gastam muita energia e, devido a isso, precisam ter força, estabilidade e um bom condicionamento físico. Os saltos e aterrissagens demandam muito, tanto dos membros inferiores quanto dos superiores. Nesse contexto, surge um incrível aliado: o Pilates!

O método conta com exercícios pontuais, que fortalecem as articulações dos tornozelos, joelhos, mãos e ombros. Desta forma, possíveis lesões são potencialmente evitadas. Há, ainda, outras vantagens, como manutenção da força, recuperação mais rápida e desenvolvimento de equilíbrio e estabilidade.

 

Cuidando das lesões dos jogadores de vôlei

As lesões mais comuns entre os jogadores de vôlei acontecem na coluna, nos ombros, nas mãos, nos punhos, nos joelhos e nos tornozelos. Grande parte desses problemas é gerada devido a treinamentos mal executados. O Pilates é uma ótima saída para fortalecer a musculatura e, com isso, prevenir este tipo de problema.

A prática proporciona concentração, precisão, fluidez e centralização. Em poucas aulas, o atleta já passa a sentir a diferença em sua consciência corporal e começa a se posicionar melhor, com uma boa postura.

Quer aprimorar seu desempenho no vôlei de praia? Então procure pela HT Pilates e seja acompanhado por quem realmente entende do assunto!

Saiba como o Pilates pode prevenir o risco de lesões para quem gosta das piscinas

A natação é considerada um esporte completo, já que trabalha muito bem os grandes grupos musculares, melhora o condicionamento físico e aprimora a coordenação motora. Ainda assim, há como se otimizar ainda mais os resultados obtidos pelos atletas dentro das piscinas com o auxílio do Pilates.

Nadadores que buscam se aperfeiçoar profissionalmente encontram resultados positivos em seu rendimento assim que complementam os treinos com o Pilates. Os motivos são simples: a prática promove uma respiração mais controlada, além de ampla consciência corporal.

 

As vantagens trazidas pelo Pilates aos adeptos da natação

 O Pilates é capaz de gerar modificações categóricas e significativas nas formas de realização dos nados. Com isso, os nadadores alcançam a prevenção de lesões e a melhoria na performance. O fortalecimento do powerhouse, por exemplo, assegura que o atleta mantenha a boa estabilização da coluna, garantindo maior eficiência dos movimentos dos membros que não estão passando por sobrecarga.

Depois de certo tempo, os braços do nadador obtêm um alcance maior durante as “braçadas” e a força na fase de impulso (ou “varredura”) cresce. Os benefícios vêm em consequência dos alongamentos utilizados no método Pilates, além da familiarização com a resistência das molas.

Quando se combina natação e Pilates, as vantagens promovidas incluem:

  • Ganho de força;
  • Acréscimo na flexibilidade;
  • Aumento no controle das cinturas escapular e pélvica;
  • Expansão do controle corporal;
  • Entre outras.

 

Diminuindo os riscos de lesões

 Pesquisas comprovam que nadadores que praticam Pilates diminuem drasticamente os riscos de lesões ou desgastes, sobretudo nos ombros, que são de grande valia para o corpo do esportista. Outro destaque vai para a parte respiratória, já que o método ajuda a fornecer maior quantidade de oxigênio em um menor tempo inspiratório. Isso pode colaborar na performance durante competições dentro das piscinas.

A expansão torácica conquistada por meio do Pilates aumenta a capacidade pulmonar, permitindo que o atleta irrigue a musculatura com sangue rico em oxigênio e, consequentemente, melhore seu limiar anaeróbico. Basicamente, isso resulta em uma fadiga muscular mais tardia.

Quer melhorar seu desempenho dentro d’água? Então agende já uma aula experimental com a HT Pilates e conheça nossos serviços!

Pilates e Ballet: uma união perfeita para a consciência corporal!

Mesmo antes de se popularizar, o método Pilates já era utilizado por diversos bailarinos em todo o mundo. Na realidade, boa parte dos primeiros alunos de Joseph Pilates era praticante da dança. Esses indivíduos estavam em busca de aperfeiçoamento em seu desempenho.

Isso ocorre porque, dentre outras coisas, as vantagens do Pilates para adeptos do Ballet incluem o fortalecimento da musculatura, além de maior facilidade para o alcance de objetivos específicos, como o trabalho na ponta dos pés, por exemplo. Há exercícios capazes de fortificar o tônus do colo do pé.

 

O início da história

 Foi na década de 20 que Joseph Pilates, depois de terminada a Primeira Grande Guerra, partiu para Nova Iorque, nos Estados Unidos, a fim de iniciar os trabalhos de seu estúdio. Rapidamente, o serviço do profissional ficou amplamente conhecido entre os bailarinos, que passaram a procurá-lo na intenção de aprender e dominar técnicas capazes de melhorar o desempenho na dança, prevenir lesões e aprimorar o condicionamento físico.

Mesmo após a morte do mestre, seus seguidores passaram a metodologia adiante. Exemplos desses discípulos são personalidades como Ron Fletcher, Lolita San Miguel, Carola Trier, entre outros.

 

As lesões dos bailarinos

 A repetição dos movimentos realizados por bailarinos pode acarretar lesões, pois sobrecarrega o corpo em pontos específicos. As disfunções mais comuns entre os dançarinos são:

  • Na coluna: hérnia de disco; disfunção sacro-ilíaca; espondilólise; protusão discal; lombalgia.
  • Nos joelhos: hiperextensão; lesão de menisco; tendinite patelar; condromalacia patelar.
  • No quadril: síndrome do piriforme; impacto fêmoro-acetabular; fratura por estresse da cabeça do fêmur; lesões musculares.
  • Nos pés, tornozelos e pernas: joanetes; encurtamento do tendão de Aquiles; entorse; canelite; tendinopatias.

 

Por que um bailarino deve praticar Pilates?

 O Pilates pode promover uma série de benefícios na vida de quem pratica Ballet, como o aprimoramento em fatores essenciais para a dança, entre eles: concentração, controle, precisão, fluidez e respiração. Através do fortalecimento corporal, o dançarino mantém sua energia ao longo de todo o espetáculo, assegurando a eficiência dos movimentos.

É possível trabalhar tanto membros inferiores quanto superiores, em um treino que não gera hipertrofia. Além disso, o Pilates oferece vasto repertório de exercícios que providenciam flexibilidade, característica conhecida e necessária entre os bailarinos.

 

Otimize seu desempenho na dança com a HT Pilates! Entre em contato e saiba mais!

 

Você é motociclista? O Pilates pode te ajudar!

A prática do motociclismo exige muita destreza e disposição física. Ao estarem expostos a longos períodos na estrada, sobre o veículo, os pilotos, muitas vezes, acabam por desencadear problemas de saúde. A posição sentada, sem apoio algum para a região lombar, pode acarretar lesões.

E não é só isso! Há, ainda, os riscos devido aos movimentos dos punhos e dos dedos, ao acelerar ou frear a motocicleta, bem como a tensão extra sobre os ombros, braços e regiões cervical e de peitoral, que pode levar a disfunções nos músculos e no sistema circulatório.

Para que os vícios do corpo sejam contornados e o organismo volte a fluir por completo, as questões negativas podem ser minimizadas e, até mesmo, corrigidas com o auxílio de alguma atividade física. Neste contexto, o Pilates é um grande auxílio para promover a conciliação entre a plena saúde e o prazer de se pilotar uma moto.

Disfunções comuns em motociclistas

Dentre as disfunções mais comumente observadas em indivíduos que praticam o motociclismo, podem ser citadas:

  • Dores na região lombar;
  • Dores nos joelhos e membros inferiores;
  • Dores nos punhos;
  • Lesões recorrentes de quedas;
  • Problemas na coluna, devido à má postura.

É importante ressaltar que cada modelo de moto exige cuidados específicos com determinadas partes do corpo. Nos modelos em que o guidão é mais alto do que o assento, por exemplo, a sobrecarga na lombar é maior. Já nos veículos esportivos, é comum a ocorrência de uma postura mais “deitada” para pilotar, sobrecarregando os braços.

De maneira geral, o motociclista deve buscar se posicionar de modo a permanecer com a coluna mais ereta possível, com a cabeça levantada e os cotovelos flexionados. Os joelhos precisam pressionar o veículo, para facilitar o movimento, e os pés devem ficar paralelos ao solo.

O Pilates na vida dos motociclistas

O Pilates se torna essencial na vida do motociclista a partir do momento em que oferece consciência corporal. Este fator possibilita ao condutor a correção de sua postura, aliviando a pressão muscular em determinados pontos.

Ao praticar Pilates, o indivíduo passa a atuar com o corpo todo alongado, o que fortalece os músculos. Isso colabora com o equilíbrio, além de promover outros benefícios, como melhorias na coordenação motora e a diminuição das sensações de estresse e ansiedade.

Deixe as dores de lado e comece, hoje mesmo, uma nova vida sobre duas rodas. Conheça as atividades oferecidas pela HT Pilates!

Gosta de jogar golfe? Saiba como o Pilates pode ajudar a melhorar sua performance!

Os jogadores de golfe, sejam eles profissionais ou amadores, aqueles que gostam de se divertir com o esporte, mas que levam o golfe a sério, podem aproveitar uma série de exercícios de Pilates para melhorar a performance na modalidade e, como consequência, evitar o aparecimento de lesões.

O Pilates é holístico, isso quer dizer completo. Nas aulas coordenadas por professores capacitados e formados na área, os exercícios trabalham o corpo inteiro, com o fortalecimento da coluna, dos braços e das pernas. Saiba como o Pilates ajuda diretamente os praticantes de golfe!

Quais são os benefícios que o Pilates traz para pessoas que gostam de jogar golfe?

Os jogadores de golfe precisam de fortalecimento corporal, principalmente no abdômen e na coluna, consideradas áreas que formam a estrutura central. Para fazer o swing, os jogadores de golfe precisam de uma coluna fortificada. O Pilates ensina a fazer o movimento de forma consciente, garantindo o máximo de precisão.

A flexibilidade também é muito importante para a prática de esportes, principalmente para o golfe. O swing é feito de forma intensa e repetitiva. Para acertar e não se machucar, é fundamental ter os músculos bem alongados. O Pilates também é ideal para alongamento e fortalecimento dos músculos da coxa, evitando lombalgia, lordose e problemas no nervo ciático. Bem preparados, os jogadores de golfe conseguem ótimos resultados.

A prática regular de golfe ainda requer o fortalecimento da estrutura que envolve o tendão supraespinhoso, para evitar tendinite e facilitar os movimentos de swing. O Pilates oferece uma série de exercícios importantes para os ombros, deixando a musculatura mais forte e estável, fundamental para o bom desempenho na modalidade esportiva!

Os jogadores de golfe realizam o swing no mesmo lado. O Pilates impede que o excesso de movimentos repetidos com um mesmo grupo muscular cause estresse localizado, desajustes na postura e o encurtamento muscular. Se o jogador de golfe, por causa do próprio estilo do esporte, utiliza apenas um lado do corpo para fazer os movimentos mais intensos, durante a prática de Pilates ele vai trabalhar o corpo de forma completa, fazendo a compensação muscular.

O golfe requer força nos braços e nas mãos. Em uma série personalizada, o Pilates garante exercícios perfeitos para trabalhar uma pegada mais eficiente e produtiva durante as partidas, assim como para aumentar a coordenação motora.

Os exercícios de Pilates protegem e reforçam todas as articulações que são muito exigidas nos movimentos rotativos do golfe. Existem também exercícios feitos para a correção das pernas arqueadas.

Na aula de Pilates organizada por professores experientes e capacitados, os alunos fazem os exercícios de forma muito lenta, o que favorece a concentração e a consciência corporal. Para o desempenho no golfe, a concentração é um diferencial muito valioso.

Outra vantagem do Pilates é a redução do estresse e o aumento da qualidade de vida. Relaxados, os jogadores de golfe realizam ótimas partidas! Venha para a HT Pilates e saiba mais!

Aprenda 5 exercícios de Pilates para melhorar sua performance no Cross Fit e ajudar a prevenir lesões

O cross fit é uma das atividades físicas mais famosas do momento. Além de ser um exercício com alto índice de queima calórica, ele também exige muita força, agilidade e resistência.

Para melhorar a performance no cross fit, muitas pessoas já estão recorrendo ao pilates, uma vez que ele proporciona todos os benefícios necessários para conquistar treinos com melhor desempenho.

Se você tem interesse em uma dessas duas atividades, não deixe de ler a lista que fizemos sobre os melhores exercícios de pilates para quem pratica cross fit. Essa junção pode trazer resultados incríveis à performance do seu treino!

Veja quais são os exercícios que aprimoram o desempenho no Cross Fit

Cisne: esse exercício não é muito complicado e é ótimo para a coluna e o abdômen, promovendo alongamento dessas duas regiões.

Swimming: um exercício realizado no solo e que pode ser feito durante as aulas de pilates ou também em casa. Ele contribuiu para o fortalecimento muscular do praticante.

The roll up: o roll up é realizado em cima de um colchonete. Ele é um exercício clássico do pilates e muito indicado para aqueles que buscam uma melhora na performance. A atividade favorece a força abdominal e ajuda na articulação da coluna.

Side bend: esse exercício é, basicamente, uma inclinação lateral e é possível realizá-lo em aula, em casa ou até ao ar livre. A atividade ajuda no fortalecimento dos músculos.

Shell on the ball: essa atividade é muito completa e trabalha com os mais diversos grupos corporais. O exercício é realizado com a bola do pilates e ajuda no equilíbrio, além de aumentar a força nos membros superiores, glúteo e abdômen.

Conquistar uma boa preparação física pode ser mais fácil do que você imagina. Com a ajuda do pilates, sua performance vai melhorar e suas aulas de cross fit serão muito mais proveitosas.

Entre em contato com a HT Pilates e comece essa atividade física agora mesmo. Não esqueça de preencher o nosso formulário e fazer uma aula experimental.

Melhore sua performance no tênis com alguns exercícios de Pilates

O pilates pode ser a saída para os tenistas que buscam uma melhora em sua performance. Além de trazer benefícios ao atleta durante o jogo, essa atividade pode ajudar em muitos outros fatores da vida do praticante.

Um dos maiores benefícios do pilates aos tenistas é a melhora na resistência. Se praticado regularmente, o pilates fortalece o músculo de seus praticantes e ajuda a aumentar a resistência corporal.

Mas não é só isso que chama a atenção dos atletas. O pilates também ajuda no controle do tronco, que é um fator importante aos tenistas. Além disso, a atividade traz um conhecimento corporal, o que pode auxiliar ainda mais os esportistas na prática da sua atividade.

Veja em quais outros fatores o pilates pode ajudar os tenistas:

  • Fortalecimento dos braços e ombros, o que acarreta em uma melhora da performance durante o jogo;
  • Aumento substancial da força do atleta, fator que pode influenciar um jogo;
  • Redução das chances de lesões, o que é extremamente importante para os atletas de alto rendimento e também para aqueles que estão evoluindo no esporte;
  • Aumento da concentração, fundamental para qualquer partida de alta performance;
  • Aumento da flexibilidade, o que pode ajudar o tenista na hora de conquistar mais pontos.

No momento de escolher quais exercícios praticar, é válido o tenista optar por aqueles que trabalham, principalmente, as regiões do corpo mais usadas pelo atleta. Alguns exemplos são:

Elevação da perna: o tênis é um esporte que movimenta muito o corpo, principalmente as pernas e os braços. Então, priorizar um exercício para a perna é uma ótima opção.

Flexão de braços: esse tipo de flexão é muito útil para esportistas que utilizam bastante o braço, como os tenistas.

Alongamento das duas pernas: o alongamento deve ser feito antes de qualquer atividade física. Por isso, não deixe de fazer esse exercício nas aulas de pilates.

Perdigueiro: esse exercício é muito usual para aqueles que buscam um fortalecimento do músculo do abdômen.

Viu só? São inúmeras vantagens em apenas uma atividade, o pilates. Entre em contato com a HT Pilates e comece agora mesmo a sentir esses benefícios!

Como aprimorar a performance na corrida com a prática de Pilates

A corrida já se tornou a atividade física preferida de muitos brasileiros, mas existe uma forma de melhorar, e muito, a performance durante os treinos. O pilates pode ser um ótimo aliado dos corredores, beneficiando diretamente os resultados físicos, a saúde e o bem-estar.

Basicamente, o pilates ajuda no fortalecimento dos músculos, na flexibilidade, ganho de equilíbrio, entre outras melhorias. Todos os benefícios da modalidade também são importantes para a corrida. Por isso, planejar uma prática conjunta desses exercícios pode ser uma excelente escolha.

Como conciliar corrida e pilates?

A corrida, assim como qualquer outro esporte, exige um preparo físico, principalmente para aqueles que estão iniciando a atividade. Por isso, investir no pilates pode ser a saída para aqueles corredores que buscam uma performance aprimorada, mais resistência física e consciência corporal.

Além disso, o pilates ajuda a prevenir lesões, já que estimula o ganho de força muscular e a tonificação corporal.

Confira outros benefícios que a prática do pilates pode trazer ao corredor:

Estabilidade do tronco: esse benefício é muito importante para qualquer esportista, principalmente para os corredores, que devem ter mais estabilidade para melhorar a performance.

Fortalecimento dos músculos: o pilates ajuda no fortalecimento da musculatura, o que beneficia o corredor durante a prática da sua atividade.

Melhora da respiração: um dos fatores mais importantes para um corredor é a respiração. A consciência corporal promovida pelo pilates ajuda a melhorar a respiração.

Alongamento: um outro ponto que é melhorado com o pilates é o alongamento. Alongar corretamente antes da corrida é importante para um treino de alto rendimento.

Consciência corporal: o pilates é conhecido por trazer uma consciência corporal aos seus praticantes. Saber usar esse conhecimento é ótimo durante qualquer atividade física, inclusive a corrida.

Ficou interessado no pilates? Entre em contato com a HT Pilates e descubra mais benefícios que essa atividade pode trazer a você!