Pilates: é possível perder calorias

Para começar vamos definir CALORIA: Caloria é a quantidade de energia que cada alimento possui, e que será utilizada pelo corpo para todas as funções, como digestão, respiração, prática de exercícios…

As calorias só começam a pesar na balança se você ingerir mais calorias do que gasta. As calorias (ou energia) dos alimentos poderão ser queimadas ou armazenadas no corpo em forma de gordura é aí que você engorda. Contudo, se você tiver uma dieta balanceada, será mais fácil controlar o seu peso, afinal, qualquer atividade ajuda a queimar calorias.

Quando Pilates é comparado à lista de exercícios gerais, as calorias queimadas estão nos extremos de corrida e caminhada. Assim, é possível perder peso enquanto estiver usando Pilates como mais uma fonte de exercício.

No entanto….

Só para perder peso, o Pilates não é a atividade mais recomendada por não ser simplesmente a maneira mais eficaz de perder peso. Existem muitas outras maneiras de ficar como peso ideal e irá obter maiores e mais rápidos resultados se o objetivo é só perder peso.

Pilates vai muito além da perda de peso…

Pilates realmente muda a forma do corpo através da construção de músculos magros em vez dos volumosos, um método de corpo inteiro para que tonifique o corpo inteiro. No Pilates há também um grande foco no centro ou “core”. Com resultado de sua cintura mais delgada, suas roupas podem ficar frouxas na cintura e sua musculatura definida e alongada.

O tipo e o nível de exercício que você pratica pode realmente fazer a diferença em quantas calorias você queima. Nas aulas de Pilates algumas turmas são mais lentas e mais baseadas nos princípios, alguns são moderados, e alguns são voltados também para a perda de peso, usando alguns acessórios de Pilates e os saltos do Reformer.

  • Nível Iniciante Pilates +/- 294 calorias
  • Nível Intermediário Pilates +/- 411 calorias

•    Nível avançado Pilates +/- 512 calorias

Foto: Laura Doss/Corbis

Foto: Laura Doss/Corbis

Pilates e os benefícios no tratamento de Esclerose Múltipla

A Esclerose Multipla (E.M) é uma doença auto-imune que atinge o sistema nervoso central (Conjunto do encéfalo e da medula espinhal. É no Sistema Nervoso Central que chegam as informações relacionadas ao sentido (audição, visão, olfato, paladar e tato) e também que chegam aos músculos e glândulas.

É uma doença crônica e em geral progressiva em que o sistema imunologica ataca a mielina. A mielina é uma camada de isolamento, como se fosse uma capa de fio, que recobre as fibras nervosas no cérebro e na medula espinhal. A mielina tem a função de acelerar a transmissão dos impulsos nervosos para as partes do corpo. No ataque do sistema imunológico na mielina, leva-se a perda da mesma reduzindo os impulsos nervosos, conduzindo ao aparecimento de diversos sintomas que variam de paciente para paciente, como espasticidade, fraqueza, vertigem, dor, diminuição do equilíbrio e no controle motor.

O método Pilates na patologia, ajuda a manter as forças e funções, promove bem-estar e qualidade de vida. No entando, é importante salientar que o paciente com esclerose múltipla tem condições especiais e que o instrutor Pilates deve estar ciente do que se pode trabalhar nesse caso.

Quanto à temperatura corporal, a sensibilidade ao calor é comum com a esclerose múltipla. O calor diminui a condução nervosa. Portanto o aquecimento corporal do paciente não é aconselhável. Se os sintomas de calor estão piorando, eles devem esperar até que seus sintomas diminuem e sua temperatura corporal retornar ao normal.

Quanto à segurança, em todos os exercícios devemos tomar cuidado. Ter segurança ao começar os programas de exercícios. As sessões pode ser com menos intensidade, sentindo a progressão do aluno para evitar a fadiga. É preciso sempre concentrar na qualidade e não na quantidade.

No controle motor, o método Pilates trabalha e muito com os aparelhos e também com os exercícios de mat Pilates.

Flexibilidade diminuída é outro sintoma comum de esclerose múltipla. A vantagem do Pilates é que ele fortalece os músculos também, enquanto trabalha a flexibilidade.

Resumindo, o método de Pilates é importante para todas as pessoas e também para os pacientes com esclerose múltipla. E o mais importante é o cuidado nos programas de exercícios.

Pilates e o equilíbrio postural

O equilíbrio está presente nas ações estáticas ou dinâmicas das atividades do dia a dia. Sabemos que com o tempo e com as atividades do cotidiano vamos perdendo o equilíbrio. O desequilíbrio deve-se a fatores como perda de massa muscular, lesões ligamentares, musculares ou esqueléticas e principalmente a falta de reflexo do corpo.

Podemos dizer que o desequilíbrio ocorre por desatenção, falta de tônus nos músculos extensores da coluna, abdominais, músculos dos membros inferiores e/ou falta de reflexo.

Para nos equilibrarmos dependemos do sistema nervoso central, responsável por controlar os receptores sensoriais localizados nos olhos, no sistema vestibular do ouvido interno, nos músculos e nas articulações.

Os olhos promovem uma imagem global do corpo em relação ao espaço. Os receptores do ouvido interno fornecem as informações sobre a movimentação da cabeça. Os músculos e articulações respondem as informações enviadas pelo sistema nervoso central.

Além de tudo isso, temos as interferências de toda a movimentação do espaço, da ação da gravidade e de possíveis forças contrárias.

Articulação inteligente

As atividades diárias, sejam elas um simples deslocamento para locomoção ou a realização de atividades mais complexas, como a realização de atividades esportivas, geram instabilidades na articulação.  Entende-se por estabilidade articular, a capacidade que a articulação tem em retornar à sua forma original após um estímulo estático ou dinâmico.

A resposta rápida da articulação depende de uma série de ações motoras que são controladas pelo sistema nervoso central da seguinte forma: com uma simples torção de tornozelo causado por um desequilíbrio articular os receptores sensoriais localizados no tornozelo enviam impulsos nervosos até ao sistema nervoso central, o mesmo envia de volta a informação aos receptores para que a articulação retorne a sua posição normal evitando lesões ou até quedas. Para que não ocorram lesões ou quedas é necessário que a resposta do sistema nervoso central seja rápida o suficiente e que a articulação tenha a força suficiente para reverter essa força contrária.

Foto: Corbis

Foto: Corbis

Exercícios proprioceptivos trazem uma série de benefícios como desenvolvimento de força nos músculos estabilizadores, bem como os músculos principais, estabilidade articular, diminuição do desequilíbrio muscular, melhora na resposta do sistema nervoso central a um estímulo recebido pela articulação.

Pilates: força e equilíbrio

O Pilates é uma atividade física muito eficiente para a manutenção e promoção do equilíbrio. Exercícios com bolas, discos de rotação e exercícios com apoios uni podais estimulam, a força e o equilíbrio.

Foto: Alan Marsh/First Light/Corbis

Foto: Alan Marsh/First Light/Corbis

Pesquisas realizadas com idosos e jovens submetidos a um treinamento resistido, com flexibilidade, coordenação motora e prospecção, resultaram em melhora significativa do equilíbrio, força, resistência muscular e agilidade, principalmente em idosos.

Nós sabemos que os idosos são os que mais sofrem com quedas, já podem gerar vários transtornos, ou até, lesões graves, obrigando algum tipo de operação para reparar os danos.

Outros testes comprovam que idosos submetidos a treinamentos resistidos para aquisição de força nos músculos extensores da coluna adquirem uma melhora nos padrões de equilíbrio postural, o que consequentemente diminui o número de quedas.

No Pilates o centro de força está nos músculos abdominais que sustentam a coluna vertebral. Pesquisas médicas, recentemente, comprovaram que a força da parte inferior do abdômen, trabalhada na respiração do método Pilates, melhoram o equilíbrio postural e exercícios que estimulam a coordenação aumentam a velocidade de resposta do sistema nervoso central melhorando o propriocepção.

O Pilates é uma atividade física que promove o aumento de força, melhora a flexibilidade, corrige a postura o que resulta numa melhor coordenação, consciência corporal e equilíbrio.

Pilates contra o estresse

Quando o corpo e a mente trabalham juntos, em harmonia, a saúde também fica em equilíbrio. Mas quando um dos dois não está bem, o que ocorre com a saúde?

Se o seu check-up está ok e teoricamente seu organismo está funcionando sem problemas, fique atento na maneira como sua mente está trabalhando, assim como, na maneira que os fatores externos influenciam seu bem-estar.

Pilates contra o estresse

O estresse é um mal que atinge não apenas os adultos, mas às crianças e idosos também. O estresse é uma reação do organismo a um esforço intenso. Tal reação afeta o estado físico, o mental e o emocional por ativar processos hormonais e nervosos devido ao estado de alerta do organismo, aumentando a frequência cardíaca e o estado de vigilância, que atrapalham o sono nos fazendo acordar já cansados.

O aumento do estresse o fez tornar-se o maior vilão da saúde e da qualidade de vida. Porém, apesar de sua importância, é possível fugir do estresse e manter o corpo saudável.

Faz-se necessário que você encontre um tempo para si mesmo em meio ao turbilhão de tarefas do dia-a-dia. Nesse cenário entra a importância da prática da atividade física. Funcionam como uma válvula de escape para o estresse, pois são liberados hormônios do prazer e relaxamento.

O Pilates é uma prática que mantém corpo e mente sãos, já que o foco principal é a consciência corporal. Além de todos os benefícios aliados à prática física, o Pilates trabalha o corpo de forma integral relacionando força, equilíbrio, coordenação e respiração. A prática requer um ambiente tranquilo com movimento fluidos focados na qualidade da execução.

Faça as pazes do seu corpo com sua mente e passe seus dias revigorado e com disposição. Pratique Pilates!

Pilates com bola e aparelhos é recomendado para crianças de 8 a 80 anos

O uso de aparelhos no método Pilates permite ao aluno adaptar o nível de dificuldade dos exercícios de acordo com suas limitações e objetivos. Isso leva ao sucesso na obtenção do resultado desejado em cada movimento.

O uso de molas serve de assistência nesse processo – e a base de apoio permite ao praticante aumentar sua área de suporte. A assistência oferecida pelas molas, por exemplo, auxilia a quem não tem forca abdominal, nas pernas ou braços, ou possuem limitações de flexibilidade. Tanto a base de apoio quanto as molas tem sua altura e tensão ajustadas, conforme os diferentes objetivos e biotipos, desde assistência total até resistência. Esta formula permite ao instrutor rapidamente facilitar ao aluno as correções buscadas em seu sistema de apoio do tronco.

A bola é um elemento que permite trabalhar o corpo em dimensões diferentes, fazendo com que os músculos sejam exigidos continuamente. Assim, coloca o corpo todo em ação utilizando os grandes e pequenos músculos de forma equilibrada. Assim, permite trabalhar as partes mais fracas do corpo, fazendo com que a atividade se torne mais dinâmica e divertida.

Os exercícios com bola estimulam tanto o controle e tônus muscular, quanto a consciência corporal, por isso corrige os problemas de postura, equilibrando o corpo para as atividades cotidianas.

Foto: Roger Wilson/Leader

Foto: Roger Wilson/Leader

Ajudam a desenvolver força, resistência e flexibilidade de forma harmoniosa, melhora habilidades motoras, eleva a percepção espacial além de intensificar o desempenho atlético.

A bola não tem contra-indicações, pode ser utilizada por pessoas da terceira idade como para portadores de problemas neurológicos, ortopédicos e reumáticos, já que não causa impacto o que diminui os riscos de lesões.

A HT Pilates possui toda a estrutura necessária e professores especializados para receber todos os tipos de pessoa. Temos Pilates mat, com aparelhos e bola, além dos acessórios e complementos que se fizerem necessários de acordo com os alunos e o nível da aula. As turmas são de no máximo 3 alunos, que realizam o mesmo exercício e ao mesmo tempo, dessa forma cada aluno recebe um tratamento diferenciado e o professor é capaz de detectar execussões incorretas de exercícios, o que torna difícil quando trata-se de aula em circuito, onde cada aluno faz um exercício distinto.

Pilates auxiliando na lesão da estenose

A estenose é um processo de envelhecimento natural, o estreitamento do canal vertebral. Este pode ser decorrente de fatores congênitos os adquiridos como: desgaste progressivo das estruturas da coluna, associado a pequenos traumas repetidos durante a vida, levando a compressão mecânica ou vascular das vértebras da coluna.

Sintomas – dor na região lombar ou cervical, diminuição de força dos membros, diminuição da sensibilidade, dificuldade em controlar a bexiga e o ânus, podendo causar até a impotência sexual.

Tratamento – consiste em analgesia e correção postural.

Analgesia: antinflamatório e acupuntura

Correção Postural: visa aumentar a flexibilidade, ampliando suas possibilidades de movimentação e promovendo a descompressão dessas estruturas.

O Pilates em conjunto com a acupuntura ajuda a diminuir a inflamação, melhorar a flexibilidade e diminuir a compressão das vértebras, proporcionando uma melhor qualidade de vida ao paciente.

Os benefícios do Pilates na HT, disposição sempre!

A HT Pilates há 4 anos promove bem-estar e qualidade de vida através da técnica do Pilates. Nosso foco é cuidar do aluno em todos os aspectos. Para tanto, as aulas são em no máximo três alunos por turma que são montadas de acordo com perfil, objetivos e nível. Todos realizam os mesmos exercícios ao mesmo tempo, dessa forma todos os alunos têm a atenção do professor. Para cada aluno montamos um planejamento personalizado de acordo com seus objetivos e orientamos sobre terapias, nutrição e outras atividades caso seja necessário.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=EvZ4fkEHnD8]

O trabalho submetido à natureza do corpo

Nossa coluna vertebral possui três curvaturas naturais, elas servem para distribuir de forma equilibrada o impacto e a sobrecarga, os quais estamos submetidos devido à gravidade e à movimentação do dia-a-dia.

A coluna nada mais do que um conjunto flexível de vértebras “coladas” umas às outras por discos intervertebrais. De acordo com nossa movimentação, as vértebras comprimem e descomprimem consecutivamente os discos a fim de se adaptarem às posições que adotamos.

Assim, quando adotamos posturas que exigem mais compressão do que descompressão, aparecem os problemas de coluna, pois desequilibramos o bom funcionamento da nossa coluna, já que passamos a comprimir demais os discos diminuindo espaço entre as vértebras, em consequência perdemos flexibilidade e crescimento postural.

Por isso, manter hábitos que permitem uma boa postura, previne diversas doenças osteomusculares como lordoses, escolioses, hérnias de disco, problemas no nervo ciático, dores, entre outras.

Mantenha sua coluna equilibrada na hora do sono

Foto: Internet

Foto: Internet

–    Procure dormir na chamada posição fetal: deite-se de lado com os joelhos flexionados e uma almofada entre os joelhos. Independente do material do seu travesseiro, é importante que seu ombro fique distante da orelha.

–    Evite dormir de barriga para baixo para não forçar a lombar.

Boa postura dentro carro, é possível?

– Adote uma postura confortável e relaxada para dirigir, como dependemos dos limites de alcance do espaço livre do volante, dos alcance de pedais, visão, ajustes de assento, distribuição da amplitude da visão, altura dos olhos e outros fatores que devem ser levados em conta, procure estar atento e fazer os ajustes necessários.

– Ao dirigir, procure sentar sobre os ísquios (aqueles ossinhos do bumbum), com a coluna bem apoiada no encosto do banco. Segure na lateral do volante com as duas mãos, posicionando-as paralelamente e observe se os punhos estão alinhados na posição neutra (não podem estar flexionados nem para fora, nem para dentro, devem estar alinhados com mãos e dedos).

– As pernas devem adotar a postura de semiflexão e devem estar relaxadas para não travar os joelhos. Não comprima as pernas contra o assento do banco, porque dessa forma você acaba comprimindo também vasos e nervos.

– Praticamente todo o peso do corpo é distribuído para os ísquios, consequentemente, a posição tem um ponto de referência relativamente fixo no assento. Para isso, o assento deve permitir mudanças frequentes de postura, retardando o aparecimento de fadiga e permitindo que possa desfrutar a viagem em seu carro.

Cuidado com o telefone

– A inclinação da cabeça por um período prolongado pode causar compressão e efeito de pinça nos nervos. Isso compromete a irrigação e a oxigenação sanguínea, além de dores musculares crônicas.

– Observe sempre o alinhamento da sua cervical com a coluna torácica e se suas escápulas estão na posição neutra (nem para trás nem para frente, observe se suas escápulas acompanham o alinhamento dos ombros e quadril).

Pilates

O método ajuda o aluno a manter a consciência na natureza de seu corpo, alinhando os movimentos cotidianos com os limites dados pelo seu organismo.

As aulas são realizadas de forma personalizada a fim de o aluno incorporar cada movimento em sua realidade cotidiana. Movimentos repetitivos e/ou impactantes devem ser trabalhos a fim de amenizar os prejuízos que causam no corpo.

Dia-a-dia

Todos os exercícios do Pilates são aplicáveis no dia-a-dia de todas as pessoas independente de sua profissão e atividades diárias. Por exemplo, a pessoa que trabalha no computador tende a comprimir a coluna na cadeira, projetar o pescoço e sobrecarregar ombros e pernas com o peso do corpo e a má postura.

Donas de casa realizam trabalhos pesados de limpeza, agachando e levantando bruscamente, carregam peso nos braços que sobrecarregam a coluna e tendem a perder a consciência no corpo quando realizam alguma atividade repetitiva como passar roupa ou lavar a louça.

Vendedores tendem a permanecer muito tempo de pé, sobrecarregando a região inferior da coluna, isso leva à projeção dos ombros para frente e o encolhimento do quadril para dentro, projetando a barriga para fora. Perdem a consciência do corpo no fim do dia quando a fadiga toma conta e os pés começam a doer.

Esses são apenas alguns exemplos de profissão, mas todas elas levam à falta de consciência do próprio corpo, por distração, cansaço e fadiga.

Uma boa postura não acontece por acaso, você deve procurar prestar atenção no seu posicionamento durante o dia. Procurando colocar em prática todas as orientações posturais dadas durante a sua aula de Pilates, aplicando os conhecimentos de Pilates em seu cotidiano.

Saiba Mais

Todas as dicas anteriores são baseadas no estudo que adapta o trabalho à natureza do corpo humano, a Ergonomia.

O que é Ergonomia?

O ser humano é um primata, mas uma das diferenças cruciais entre nós e nossos primos macacos, é o fato de andarmos completamente eretos. Outro ponto de diferença brutal é a presença do dedo polegar. Esses dois fatores determinantes unidos à consciência na modificação do mundo ao seu redor, levam o ser humano a inventar e realizar tipos de trabalho que são totalmente contra à sua natureza.

Devido a isso, a história mostra diversos problemas que a humanidade passou por causa da falta de adaptação do operacional de determinados trabalhos com a natureza do humano  responsável por opera-lo. Um exemplo disso, é o caso de Chernobyl, especialistas dizem que as máquinas utilizadas nos reatores tinham um modo operacional que ia além da capacidade motora de seus operários.

Outro exemplo, são os aviões do exército, que eram habilitados de maneira contrária ao movimento natural do piloto.

Observando todos esses problemas, surge a Ergonomia. Um campo de estudo que abrange diversas áreas do conhecimento, como engenharia, psicologia, antropologia, anatomia, etc.

Ergonomia deriva do grego ergon (trabalho) e nomos (normas, lei). Por ser um campo inerente ao ser humano, a ergonomia está presente em tudo que envolve pessoas.

Ergonomia é basicamente a adaptação do trabalho à natureza do ser humano, relacionando as características da anatomia humana, fisiologia, postura e biomecânica em relação à atividade física.

O Mestre e o Método Pilates: A genialidade do criador

“Equilíbrio perfeito entre corpo e mente é aquela qualidade do homem civilizado, que não somente dá a ele uma superioridade sob o reino selvagem e animal, mas também provê ao mesmo todos os poderes físicos e mentais que são indispensáveis para atingir o objetivo da humanidade – Saúde e Felicidade.” Joseph H. Pilates 1934

Pilates é uma técnica desenvolvida por Joseph Hubertus Pilates que se baseou em estudos sobre anatomia, artes marciais e ginástica. Joseph nasceu em Dusseldorf na Alemanha em 1880 e se interessou pelo estudo do corpo humano desde muito jovem, pois era uma criança de saúde precária. Em seus estudos buscava diversas maneiras de superar sua limitação física e melhorar sua qualidade de vida. Levou seus estudos tão a sério que aos 14 anos já posava para quadros e livros de anatomia. Mais tarde, tornou-se esquiador, mergulhador, artista de circo e boxeador profissional.

Durante a Primeira Grande Guerra, Joseph foi morar na Inglaterra, mas devido a sua naturalidade alemã, foi perseguido e mandado para um campo de prisioneiros em Lancaster. Mal acostumado ao sedentarismo, Joseph passou a ensinar artes marciais e condicionamento físico aos colegas de prisão. Nessa época houve uma epidemia de Influenza – nome dado ao vírus causador da gripe – entre os encarcerados em todo o continente europeu, mas os detentos de Lancaster não tiveram os sintomas da doença, já que estavam mais fortes graças aos exercícios ensinados por Joseph H. Pilates.

Com o fim da Guerra, Joseph começou a trabalhar como voluntário em um hospital que recebia os doentes e mutilados de guerra. Nesse momento que começou a utilizar molas e materiais hospitalares a fim de facilitar a locomoção dos pacientes dando a eles melhor qualidade de vida, esses equipamentos deram origem aos que são utilizados pela técnica Pilates até os dias atuais. Após dez anos trabalhando com os doentes, Joseph voltou à Alemanha para aperfeiçoar seus estudos e conhecimentos para aplicar aquilo que tinha desenvolvido na Inglaterra.

Os aparelhos usados hoje mantêm a função original

Na Alemanha, seu método ficou conhecido. Assim, foi convidado para treinar o exército nacionalista, mas Joseph recusou-se trabalhar para o governo. Então, por volta de 1923, foi para Nova Iorque, onde abriu o seu primeiro estúdio. Apesar de não se saber muito a respeito de seu trabalho nos primeiros anos nos Estados Unidos, foi na altura dos anos 40 que mestre e método ficaram conhecidos entre bailarinos e coreógrafos no país. “Joe”, como o chamavam na classe de dançarinos, era indicado por nomes famosos do balé, como Ruth St Dennis, Ted Shaw, Martha Graham, George Balanchine e Jerome Robbins, propagando os conceitos do método entre alunos e bailarinos.

Em 1966, Pilates, perde seu estúdio em Nova Iorque em decorrência de um incêndio e no ano seguinte, 1967, aos 87 anos, falece por insuficiência respiratória. Sem deixar “herdeiros”, Clara Pilates, sua esposa, passou a gerenciar o estúdio até 1970 quando passou a direção para Romana Kryzanowska, ex-aluna de “Joe”. Além do estúdio fundado por Pilates, outros alunos abriram os seus próprios. Os pioneiros foram Carola Trier, dançarina, e Bob Seed, jogador de hockey. Mas as únicas instrutoras oficialmente certificadas pelo próprio Pilates tendo diploma da Universidade Estadual de Nova Iorque foram Kathy Grant e Lolita San Miguel.

Estúdio de J. Pilates dirigido por Romana Kryzanowska

Estúdio de J. Pilates dirigido por Romana Kryzanowska

Ron Fletcher era dançarino de Martha Graham e devido a uma lesão no joelho começou a estudar com “Joe”. Fletcher, nos anos 70, abriu seu estúdio em Los Angeles sendo o maior divulgador do método, pois atraiu muitas estrelas de Hollywood.

O repertório original de 34 exercícios de Pilates tem sido expandido e modificado por instrutores e organizações de certificado pelo mundo. Entretanto, o foco em fortalecimento e alongamento do corpo permanece como um ingrediente essencial de treino. Atualmente, o ensino do método Pilates, no mundo todo, é baseado no estúdio de Fletcher, já que ele tinha profundo conhecimento do conceito original do método além de ter incorporado elementos importantes a ele.

O método Pilates pode ser encontrado, hoje, em academias, universidades, escolas de dança, clínicas, centros de reabilitação e hospitais. No meio científico a contribuição veio do Centro de Medicina dos Esportes de Saint Francis Memorial Hospital, São Francisco em meados de 1984, que abriu seu espaço a fim de reabilitar dançarinos e atletas por meio da série de exercícios do Pilates. O trabalho do Saint Francis foi incorporado na medicina social e em programas de conhecimento físico e prevenção de disfunções músculo-esqueléticas.

Conheça o método de Pilates ministrado na HT Pialtes:

O Pilates praticado na HT Pilates vai muito além de uma simples aula. Através do nosso planejamento você terá organizada toda a sua estrutura corporal de maneira única no mercado. A reeducação do movimento combinada com o Pilates irá conservar as suas habilidades corporais por muito mais tempo.

 

Oferecemos aulas especificas para diferentes grupos:

  • HT para grupos de no máximo 3 pessoas

Para mulheres e homens que desejam aprender mais sobre seus corpos, tonificar musculatura, ganhar flexibilidade e mobilidade e outros benefícios proporcionados pelo método.

  • HT Reabilitação

Através do método Pilates e reeducação do movimento, trabalhamos diferentes disfunções de coluna, ombros, quadris e joelhos.

  • HT Diversão (de 8 a 15 anos)

Aula divertida com professores especializados em desenvolvimento motor, que vai ajudar os mais novos, a usarem melhor seu corpo e ajudar a restaurar os desequilíbrios ocasionados pela má postura adquirida pelo uso do computador, na escola, pelo uso de mochila e atividades do dia-a-dia.

 

  • HT para Melhor Idade

Aula mais cadenciada e focada na melhora da força muscular, equilíbrio e resposta motora.

  • HT para Mamães

Ajuda a fortalecer músculos utilizados na hora do parto, alivia dores de coluna e diminui edemas.

Entre em contato conosco e marque sua aula experimenta gratuita:

Av. São Gualter, 1949. São Paulo (SP)

(11) 2619 9245

(11) 8104 0591

contato@htpilates.com.br

www.htpilates.com.br

 

img31