Por que as pessoas têm tanta dificuldade em manter uma rotina de atividades físicas? 10 dicas sagradas que vão ajudar você a vencer esse desafio

Começar um programa de atividade física é um grande desafio para muita gente. Fazer com que essa rotina se torne um hábito é algo ainda mais complicado, mas existem dicas simples e muito eficientes que podem te ajudar nesse momento. Veja só:

  1. Tenha um objetivo alcançável

Ter um objetivo é algo que motiva a maioria das pessoas, ainda mais quando se trata de uma meta para deixar o corpo mais bonito e saudável. Por isso, antes de iniciar sua rotina, planeje uma meta de curto prazo, mas nada impossível de conseguir. Assim, quando você atingir seu objetivo, com certeza terá ainda mais motivação para continuar as atividades.

  1. Leve um amigo

Treinar com um amigo é muito motivador. Quando duas pessoas se comprometem com uma rotina de exercícios, fica muito mais fácil ter estímulo para não desistir das atividades.

  1. Procure uma atividade que te dê prazer

Um dos grandes fatores que fazem uma pessoa desistir da atividade física é a prática de algo que não agrada. É normal termos uma tendência para determinado esporte ou atividade. Por isso, escolha algo agradável e que seja prazeroso.

  1. Tenha uma rotina

A rotina ajuda muito na hora de praticar uma atividade. Quando você planeja um treino, fica muito mais difícil desistir. A atividade física precisa fazer parte da sua agenda diária.

  1. Escolha o melhor horário

Cada um tem um horário predileto para treinar. Veja qual deles você prefere, seja no período da manhã, tarde ou noite.

  1. Tenha calma

No início, você sentirá algumas dores normais para quem está começando. Tenha calma e não desista de seu objetivo. Lembre-se, com o tempo tudo melhora!

  1. Descanse

Não deixe que a ansiedade seja sua maior inimiga. Além de começar com calma e programar sua rotina de exercícios, é importante descansar e alternar as atividades. Assim, seu corpo consegue se recuperar para o próximo treino.

  1. Criatividade sempre

Quando realmente não sobrar tempo para o treino, seja criativo e faça o exercício que for possível. Por exemplo, prefira as escadas ao elevador e a caminhada à saída de carro.

  1. Ambiente agradável

Se você é daqueles que não gostam do ambiente da academia, procure um outro espaço que seja confortável e prazeroso. Uma ótima saída é a prática de atividades físicas ao ar livre.

  1. Comece já

Não deixe para depois, inicie seu exercício agora mesmo. Uma ótima opção é o pilates. Para experimentar essa atividade, venha fazer uma aula com a HT Pilates. Preencha o formulário e agende seu horário!

É iniciante no Pilates? 10 dicas para você aproveitar ao máximo suas aulas e não perder a motivação

A prática do pilates pode se tornar ainda mais proveitosa quando o praticante mantém um elevado nível de motivação. Por isso, separamos aqui 10 dicas importantes para que você aproveite ao máximo suas aulas. Confira!

  1. Pesquise mais sobre o pilates

Antes de ir para a primeira aula, é importante que o aluno tenha consciência do que é o pilates e quais os benefícios que ele pode trazer. Isso ajuda a elevar a motivação.

  1. Não tenha medo

Arrisque durante as aulas e não tenha nenhum medo dos exercícios propostos para você. Com o acompanhamento de um profissional, os resultados do pilates serão sempre satisfatórios.

  1. Foco total nos resultados

Pense em todos os benefícios que o pilates trará à sua vida. Em questão de tempo, seu corpo sentirá os resultados e isso te trará ainda mais motivação para continuar.

  1. Comece pelos exercícios mais fáceis

O pilates tem exercícios mais fáceis e outros mais difíceis. Se você estiver começando agora, pratique os exercícios voltados aos iniciantes. Com o tempo, você vai progredindo e aprendendo as técnicas mais complexas.

  1. Quer emagrecer?

Se o emagrecimento é o seu objetivo, pense em quanto o pilates pode te ajudar com essa meta e continue firme nos exercícios.

  1. Diminuição das dores

As dores são incômodas para qualquer pessoa. Por isso, diminui-las através do pilates pode ser um incentivo e tanto.

  1. Aprenda a respirar

A respiração pode te ajudar em diversos momentos da vida. Por esse motivo, use o pilates para aprender a maneira certa de respirar. Com certeza, isso deixará esta e outras atividades físicas muito mais tranquilas e prazerosas.

  1. O início das atividades físicas

O pilates pode ser apenas o ponta pé em seu programa de exercícios físicos. Faça da atividade a sua rotina e, aos poucos, você sentirá um imenso prazer em viver uma vida mais leve e saudável.

  1. Seja persistente

Não pense em desistir, seja persistente durante as aulas. Isso te ajudará a manter o foco no exercício.

  1. Apresente o pilates aos seus amigos

Divulgue os benefícios do pilates e traga amigos para praticar com você. Assim, você terá mais um motivo para ser um aluno frequente e ativo nas aulas.

Comece o pilates agora mesmo! Entre em contato com a HT Pilates e garanta já a sua aula experimental!

Uma boa postura na sala de aula e para carregar sua mochila de escola

Começo de ano e a volta das aulas estão aí. Tudo isso significa cuidado com seus filhos e a postura deles com o uso da mochila e na própria sala de aula. A boa postura é fundamental para o seu filho.

Uma orientação da postura em sala de aula e o uso correto das mochilas por profissionais qualificados com fisioterapeutas, ergonomistas e educadores físicos evita problemas na coluna.

As crianças e adolescentes estão cada vez mais se queixando de dores na coluna e no corpo, pelo excessivo pesos nas mochilas escolares, o uso intenso de computadores e videogame. As mochilas muitas vezes têm peso superior ao recomendado para o seu corpo. Cerca de 80% das crianças de 8 a 10 anos apresentam dores nas costas. O uso inadequado das mochilas escolares trazem problemas sérios em sua saúde. Como escoliose.

A má postura no ambiente escolar leva os alunos em fase de crescimento e desenvolvimento a apresentar problemas posturais. Problemas físicos que podem acometer crianças e adolescentes têm início na fase de crescimento. Pelo fato de serem crianças, e não adultos, o esqueleto está em fase de formação, sendo mais susceptível a deformações e as estruturas músculoesqueléticas, apresentam menor suportabilidade à carga. O excesso de peso é um fator causador da lordose lombar, pois altera a linha do quadril em função do abdômen proeminente.

Segundo divulgado na Agência Câmara de Notícias, em Brasília, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou no dia 24 de abril (2012) um projeto de lei, de caráter conclusivo, que estabelece que as mochilas escolares não pode pesar mais de 15 % do peso corporal do aluno. Assim, se uma criança pesa 20 quilos, não deve carregar mais que 3 quilos na mochila.

Segue abaixo algumas dicas de postura ao carregar a sua mochila e em sala de aula.

– Devem ser verificado a regulagem da altura das alças. As alças não podem ficar muito longas. Ficando longas automaticamente levamos o corpo para frente para equilibrar durante a caminhada. Isto pode caudar dores e desvios posturais por compensar a força.

– A mochila não deve ultrapassar o quadril.

– Carregar a mochila em uma alça só e apoiada em um ombro só não é aconselhável. As duas alças precisam estar nos dois ombros apoiadas.

– Quando for levar muitos materiais escolares é preferível diminuir o peso na mochila e levar alguns em uma pasta segurando pelas mãos, junto ao peito.

– O material escolar deve ser bem distribuído em sua mochila, sendo que os materiais mais pesados e maiores devem ficar próximos as costas.

– O assento escolar deve estar a uma altura onde a criança fique com os braços apoiados na mesa ou no apoio da cadeira.

 

– Os estudantes devem estar sentados com as coxas paralelas ao solo e com os joelhos dobrados. A coluna deve permanecer sempre reta, em um ângulo de 90º sentindo a coluna lombar parte de baixo bem encostada no assento.

– É importante utilizar cadeiras confortáveis e com bordas arredondadas, para não comprometer a circulação sanguínea dos membros inferiores;

– Se possível, utilizar um apoio para os pés.

– Reveze momentos em pé, sentado e em movimento Não fique muito tempo na mesma posição.

– Use tênis ou sapatos confortáveis

– Pratique exercícios físicos. Procure uma atividade que traga bem-estar para seus filhos. Com o tempo, a pessoa tende a diminuir massa muscular e o controle que tem da postura. Fica mais difícil manter-se ereto ou se mexer da forma adequada.

Hoje em dia, a prevenção é uma área de grande crescimento na saúde. Os pais precisam estar ciente do que está acontecendo com seus filhos. As reclamações das dores na coluna e no corpo é importante e não pode deixar para depois.

Saúde no trabalho: tenha mais disposição e rendimento

A saúde do trabalhador e um ambiente de trabalho saudável são de extrema importância , não somente pela manutenção da saúde dos indivíduos como também para contribuir com a produtividade, qualidade , motivação e satisfação no trabalho.

 

O principal objetivo da ergonomia é desenvolver e aplicar técnicas de adaptação do homem ao seu trabalho, de forma eficiente e segura, visando otimização do bem estar . Assim trazendo resultados positivos tanto para o trabalhador quanto para a empresa.

 

Leia também:

– 10 motivos para se alongar

– Condromalácia patelar: causas e tratamentos

 

O termo DORT ( doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho) esta relacionado com diversas doenças que afetam o trabalhador, entre as mais conhecidas: tendinites, tenossinovites, bursite entre outras. São alterações e sintomas de diversos níveis que afetam o trabalhador em decorrência do excesso de uso do sistema osteomuscular no trabalho.

 

saude-trabalho1

Foto: ache.com.br

Algumas soluções podem ser encontrada para prevenir e evitar que a postura de trabalho afete a sua saúde.

 

Dicas

 

  • Utilize cadeira com encosto e assentos estofados, com a possibilidade de regular a altura e de rotação para os dois lados.

 

  • Mantenha a postura ereta para evitar dores na lombar, e com apoio para os braços e para os pés, a fim de evitar tensões e sobrecarga nos membros.

 

  • Altura da cadeira deve permitir que os pés toquem no chão, joelhos e cotovelos a 90 graus.

 

  • A cada 3 horas realize pausas de 5 a 10 minutos para realizar exercícios de alongamento, flexibilidade e respiratórios. Evitando dores e retomando a disposição para o trabalho.

Fontes:

http://www.ergonomianotrabalho.com.br/lerdort.html

http://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=378&Itemid=1

http://www.ache.com.br/Corp/musculo-ergonomia.aspx

http://www.oficinadanet.com.br/artigo/799/ergonomia

Foto: ache.com.br

Foto: ache.com.br

Saúde e elegância estão ligadas à boa postura

Você já ouviu a expressão: “nossa como você é elegante” e  muitas vezes está diretamente ligada a uma boa postura.

Se você tem dificuldade em manter uma boa postura, talvez o problema esteja em algumas estruturas musculares, articulares e também comportamentais.

Uma boa postura é aquela que apresenta o equilíbrio entre os músculos e o esqueleto, de modo a proteger as estruturas de suporte do corpo (ligamentos, meniscos, etc) contra lesões ou deformidades, que não seja fatigante e não provoque dor.

A boa saúde da coluna depende das atitudes posturais praticadas no dia a dia, tais como o modo de carregar peso, como sentamos, posições de dormir, etc. Além é claro da prática de exercícios e do combate ao excesso de peso.

A dor causada pelo desequilíbrio muscular, muitas vezes tira nossas noites de sono e acabam atrapalhando o nosso rendimento diário, por isso se você não tem o costume de prestar atenção em sua postura, comece a se policiar para que não tenha problemas futuros.

O Pilates surge como uma forma de condicionamento físico, que proporciona bem-estar geral ao indivíduo, desenvolvendo força, flexibilidade, boa postura, controle, precisão e consciência de movimento. Algumas dicas posturais são indispensáveis.

Dicas de postura

Posição sentada: Procure manter pés apoiados. O assento deve ser firme e profundo, as coxas tocando suavemente maior área possível do assento e a coluna ereta preservando suas curvas naturais. No computador, posicione a tela de modo que a borda superior fique na altura do olhar.

Posição de Pé: fique o mais ereto possível. Se permanecer de pé por muito tempo, apoie um dos pés sobre uma caixa e alterne o movimento.

Evite torções do corpo: Evite virar o corpo de maneira brusca e intensamente.

Carregando peso: Flexione os joelhos, pegue o objeto e posicione-o mais próximo do corpo possível, e com calma, levante-se transferindo a carga para os músculos das pernas que são mais fortes que os da coluna.

Posição Deitada: De lado – nessa posição, o travesseiro deve acompanhar o contorno dos ombros; coloque um travesseiro entre as pernas, evitando o desalinhamento do quadril.

Postura ao telefone: evite torção de tronco e ou pescoço. Nunca use o ombro de apoio para o telefone.

Movimente-se!

Reverta o processo da osteoporose com o Pilates

Osteoporose é uma doença caracterizada pela baixa densidade de massa óssea (DMO) e deterioração estrutural do tecido ósseo. Isso leva ao aumento da suscetibilidade a fraturas ósseas.

Algumas atividades realizadas de forma específica, podem ajudar a prevenir, diminuir e, por vezes, reverter os efeitos da osteoporose, entre elas, o Pilates.

A saúde óssea é muito importante, especialmente para pessoas na melhor idade. No caso das mulheres, com a chegada da menopausa, há uma redução nos níveis de estrogênio, que passa a afetar a densidade da massa óssea.

Mulheres pós-menopausa podem diminuir o risco de osteoporose e fratura óssea por uma dieta bem equilibrada e um programa de treinamento de resistência. Existem muitos mitos associados à osteoporose, não se deixe enganar.

Veja alguns fatores importantes:

– A osteoporose afeta homens e mulheres.

– Osteopenia é um sinal de que seus ossos já estão tornando-se mais fracos.

– Os locais de fratura mais comuns são coluna, quadril e punho.

– Músculos fortes ajudam a prevenir as quedas, que podem resultar em fraturas ósseas.

– Equilíbrio é a primeira coisa que começamos a perder com a idade.

– Força muscular é a chave para uma boa postura e equilíbrio.

O Pilates

Atividades físicas de força e resistência no cotidiano, ajudam a manter uma boa densidade de massa óssea. Nas aulas de Pilates, o aluno fortifica seus músculos e aprende a equilibrar o seu corpo utilizando a gravidade de seu próprio corpo aliada à resistência com o uso de molas, bandas, bolas e aparelhos específicos.

Além disso, os músculos mais fortes e saudáveis, protejem os ossos, pois o corpo fica mais flexível e resistente a quedas. O estímulo proporcionado pelo Pilates leva à produção de células chamadas osteoblastos, que melhoram a densidade óssea.

Equilíbrio é outro fator proporcionado pelo Pilates. O corpo é trabalhado de maneira integral de acordo com as características de cada aluno. Focando em postura, coordenação e reflexos. A prática do Pilates ajuda o aluno a encontrar o equilíbrio de seu corpo, distribuindo de maneira harmoniosa o peso de seu corpo evitando, assim, quedas e fraturas.

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado por médico especialista e concluído a partir de exames específicos. Ao ser diagnosticado com osteoporose, o paciente deve ser encaminhado pelo médico à prática do Pilates.

O acompanhamento médico é importante durante todo o processo – que pode durar a vida toda -, já que a osteoporose tende a piorar com tempo. É importante ressaltar que o instrutor deve estar habilitado a atender pessoas que sofrem de osteoporose e deve manter um planejamento de aulas que priorizem a força e evitar exercícios de flexão torácica.

O Pilates é método bastante amplo com uma gama enorme de exercícios e possibilidades para atender alunos de todos os níveis e idades. Cada aula é planejada de acordo com as necessidades e limites de cada um, sempre progredindo dia-a-dia a fim de o aluno alcançar seus objetivos e manter o corpo sempre saudável e forte.

Pilates na HT

O método de Pilates da HT, conta com professores capacitados a atenderem pessoas que sofrem de diversos problemas de saúde, inclusive osteoporose.

O nosso método prioriza a personalização das aulas, ou seja, cada aluno é avaliado e recebe um plano de treinamento adaptado às suas necessidades. Os alunos que sofrem de baixa densidade óssea, contam com equipamentos e acessórios indispensáveis para um treinamento eficiente sem fadigar ou extrapolar o limite dos músculos e dos ossos.

Nosso método de Pilates foi aperfeiçoado aliando à técnica tradicional do Pilates, o método de reeducação do movimento de Ivaldo Bertazzo. Isso quer dizer que, além de todo os benefícios do Pilates, o aluno aprende a usar de maneira adequada o seu corpo no cotidiano, ganhando ainda mais consciência corporal, que pontencializa os efeitos do Pilates, já que ajuda no ganho de flexibilidade, concentração nos movimentos corporais e entendimento do funcionamento do próprio organismo, seus limites e capacidade.

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Qual altura ideal de armários e prateleiras em casa?

A ergonomia no lar

As atividades domésticas representam uma das maiores ocupações no mundo inteiro, desde crianças até idosos, todos realizam alguma das muitas atividades doméstica. A cozinha é o local mais importante de uma casa.

Considerada um centro de produção de alimentos, a cozinha é o ambiente onde ocorrem 50% dos encontros familiares, também sendo preferida para realizar as refeições. Um ambiente organizado facilita muito na hora de realizar alguma atividade seja em casa ou no ambiente de trabalho, objetos armazenados respeitando a regra básica de altura ajuda na movimentação do corpo quando forem utilizados.

Lavar a louça

Depois de 10 minutos inclinado para lavar a louça, a coluna de uma pessoa que não tem um preparo físico adequado vai doer.

Ao lavar louças é normal não conseguir dobrar o joelho enquanto se realiza a atividade, o que aliviaria a pressão nas costas, pelo fato de comumente ter armários abaixo da pia. Então para não causar estresse na musculatura do dorso pela posição adotada ao realizar esta atividade que toma muito tempo, uma solução simples pode ajudar a aliviar parcialmente o estresse causado, utilizando um apoio de aproximadamente 20 cm, pode ser uma caixa ou um tijolo, pode-se descansar uma perna de cada vez nesse apoio, mudando a perna apoiada de 5 em 5 minutos, proporcionando um descanso para musculatura do dorso.

É ideal que a altura da pia seja adequada ao usuário. A pia deve estar entre 12 a 8 cm do cotovelo, mais ou menos na altura do umbigo. Se a pia for baixa demais para o usuário, ele pode executar a tarefa com as pernas abertas para os lados e por pouco tempo pois essa maneira não é a correta é ideal que a pia esteja na altura adequada para o usuário.

Outra sugestão importante é de pias e balcões terem espaços para entrada dos pés dos usuários, com o objetivo de facilitar a aproximação, evitando a inclinação do tronco.

Disposição dos objetos em armários e despensas

Ao guardar os materiais em uma estante, armário ou dispensa, deve-se seguir a regra básica da altura:

– Objetos pesados ou de uso frequente devem estar na linha da cintura.

– Objetos de uso médio ou peso médio devem estar na altura entre 50 com do solo e a linha da cintura;

– Objetos de uso não-frequente ou peso leve devem estar na linha dos ombros ou acima da linha da cintura. O ideal é que todos os objetos possam estar na linha da cintura e evitar pegar, colocar, manusear ou transportar peso em alturas mais baixas do que 50 cm do solo

Como pegar objetos em uma prateleira alta

Ao esticar os braços para o alto, forçam-se os ombros e a coluna que se curva para trás; quando o objeto é pego o braço todo está sobre forte pressão, sendo lesado pelo peso do objeto, a coluna se entortar mais para trás na tentativa de se equilibrar, sendo também prejudicada. A maneira correta é utilizar uma escada e pegar o objeto que deve estar alinhado com o ombro, e trazer o objeto junto ao corpo depois descer os degraus.

Respeite sempre seus limites.

Postura: dicas para prevenir dores e problemas na coluna

A própria força da gravidade tem grande influência na nossa postura, pois a nossa postura tende a nos manter na posição flexora (do tronco para frente) e isso é para superar a força da gravidade. E para nos manter na posição ereta, o nosso tronco e corpo tem que trabalhar muito.

O homem evoluiu sua postura de quadrupede para bípede, mas a parte do corpo que mais o sustenta em pé, que é a coluna lombar, é o ponto fraco dessa evolução. Por isso tantas pessoas sofrem de dores lombares ou por toda a coluna.

Com a má postura a respiração é influenciada por ter os aumentos ou diminuição das curvaturas da coluna vertebral. A respiração fica mais apical (utiliza mais a parte superior do pulmão) e menos diafragmática (que seria a respiração ideal, na qual o ar penetra em todo pulmão). Com isso tendo uma respiração mais superficial, mais rápida e sem controle da musculatura do diafragma, vai gerando uma menor oxigenação sanguínea e cerebral, tendo a consequência da pessoa se cansar mais rápido e render menos nas suas atividades esportivas e também no seu trabalho.

Manter a postura correta é muito importante para evitar dores nas costas e diversas lesões no corpo e principalmente na coluna, pois é o meio de sustentação do nosso corpo.

Segue algumas dicas para prevenir dores e problemas em seu corpo e na sua coluna:

1) Fique na postura correta pelo menos 10 vezes ao dia, por pelo menos 30 segundos de cada vez;

2) Tenha consciência do próprio corpo sempre que notar que está numa má postura, corrija-se.

3) Adapte sua casa e seu local de trabalho de modo que a postura fique sempre correta. Por exemplo: Ajuste a altura da cadeira, da mesa de trabalho, coloque o computador bem na sua frente e na cozinha, deixe tudo aquilo de precisa perto de você e perto do seu alcance.

4) Corrija sua postura nos movimentos mais difíeis do dia-a-dia para diminuir a pressão sobre suas vértebras e assim poupar a coluna;

5) Ao andar, dirija seu olhar sempre para frente, mantendo o queixo paralelo ao chão e incline muito ligeriamente seu quadril para frente. Deste modo melhorar a postura ao andar será quase imediato.

Ao ficar na postura mais correta possível aos poucos se torna mais automatico e consciente, diminuindo as chances de desenvolver alterações posturais.

Pilates, você forte sem exageros

O método Pilates tem o foco principal na consciência corporal, isso quer dizer que, os exercícios são realizados para a qualidade dos movimentos, o número de repetições e o grau de dificuldade não são importantes aqui. O planejamento começa com exercícios básicos que vão se tornando cada vez mais difíceis de acordo com a progressão de cada aluno, sendo assim, cada um evolui no seu ritmo, sem forçar ou extrapolar os limites do corpo.

Aula de Pilates no equipamento Reformer. Foto: Alessandro Della Bella/Keystone/Corbis

Aula de Pilates no equipamento Reformer. Foto: Alessandro Della Bella/Keystone/Corbis

O método Pilates proporciona ao aluno músculos mais tonificados e alongados, força em todas áreas do corpo, já que trabalha de forma harmônica, sem priorizar nenhum músculo, estabiliza o centro do corpo que é a área abdominal, responsável por manter o corpo equilibrado e centrado, previne lesões e alivia as tensões que ganhamos com a distração do dia a dia, pois com a consciência corporal o aluno passa a aplicar os movimentos do Pilates em seu cotidiano, coordenação motora, pois cada exercícios é feito com consciência e controle, sem deixar de lado a fluidez.

Equipamentos

Pilates em Mat. Foto: Sam Diephuis/Corbis

Pilates em Mat. Foto: Sam Diephuis/Corbis

O Pilates pode ser praticado com equipamentos, projetados pelo próprio criador do método e aprimorados durante décadas, ou no solo, chamado Mat, onde usa-se o próprio peso do corpo do aluno para trabalhar sem forçar músculos e articulações.

Os equipamentos são dotados de molas, a fim de criar desafios de força sem impacto nas articulações. As molas são separadas por peso e utilizadas de acordo com o grau de evolução de cada aluno.

Ficando forte

O método Pilates proporciona o ganho de massa muscular de maneira harmônica e sem exageros, isso quer dizer que, o foco não é o crescimento exagerado dos músculos, o aluno não terá seus músculos aumentados como acontece com outras atividades como a musculação. Portanto, trata-se de um método para aqueles que desejam manter o condicionamento físico, aumentar a força e adquirir consciência corporal, sem objetivar no crescimento dos músculos externos, como bíceps, tríceps e outros.