Melhore o seu rendimento no vôlei de praia com a prática de Pilates!

As vantagens alcançadas devido à prática do Pilates são cada vez mais conhecidas e comentadas. Não é difícil saber de alguém que procura pela modalidade, justamente por ter o desejo de obter boa saúde e melhor qualidade de vida. Com isso, acontece o que já era esperado: a popularização do método.

No entanto, dentre os inúmeros benefícios oferecidos pelo Pilates, há um que nem todo mundo conhece: o “suplemento” nos treinamentos esportivos. A prática vem sendo adotada por atletas de alto rendimento, público específico cujo principal objetivo é o de melhorar a performance em competições e, consequentemente, alcançar resultados superiores.

 

Pilates voltado a praticantes do vôlei de praia

O vôlei de praia é uma derivação do voleibol criada na década de 1920, nos Estados Unidos. Algum tempo depois, em 1996, já eram tantos adeptos que o esporte passou a ser considerado modalidade olímpica. Entre suas particularidades, estão as partidas que contam com duas equipes, sendo dois jogadores de cada lado.

O esporte exige uma preparação física adequada, já que não é praticado em uma quadra. Os atletas gastam muita energia e, devido a isso, precisam ter força, estabilidade e um bom condicionamento físico. Os saltos e aterrissagens demandam muito, tanto dos membros inferiores quanto dos superiores. Nesse contexto, surge um incrível aliado: o Pilates!

O método conta com exercícios pontuais, que fortalecem as articulações dos tornozelos, joelhos, mãos e ombros. Desta forma, possíveis lesões são potencialmente evitadas. Há, ainda, outras vantagens, como manutenção da força, recuperação mais rápida e desenvolvimento de equilíbrio e estabilidade.

 

Cuidando das lesões dos jogadores de vôlei

As lesões mais comuns entre os jogadores de vôlei acontecem na coluna, nos ombros, nas mãos, nos punhos, nos joelhos e nos tornozelos. Grande parte desses problemas é gerada devido a treinamentos mal executados. O Pilates é uma ótima saída para fortalecer a musculatura e, com isso, prevenir este tipo de problema.

A prática proporciona concentração, precisão, fluidez e centralização. Em poucas aulas, o atleta já passa a sentir a diferença em sua consciência corporal e começa a se posicionar melhor, com uma boa postura.

Quer aprimorar seu desempenho no vôlei de praia? Então procure pela HT Pilates e seja acompanhado por quem realmente entende do assunto!

Pilates para tratar lesões na coluna em pessoas da terceira idade

Pilates para tratar lesões na coluna em pessoas da terceira idade

Não envelhecer é impossível. De acordo com levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida dos brasileiros apenas aumenta ano após ano. Para se ter uma ideia, em 1940, essa expectativa de longevidade era de pouco mais do que 45 anos de idade. Já em 2015, saltou para os 75 anos, 5 meses e 26 dias. A estimativa é que, em 2050, 30% da população de nosso país tenham mais de 65 anos.

Pois é, o tempo passa para todos e, com os anos, vêm situações que exigem atenção redobrada. Dores na coluna, por exemplo, constituem um problema que atinge homens e mulheres mais velhos. As principais causas são o sedentarismo e a má postura praticados ao longo da vida. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 85% das pessoas sofrem ou ainda sofrerão com esse problema, sobretudo, na região lombar.

Mas chegar à “melhor idade” bem disposto e saudável é possível! Basta conhecer soluções eficientes.

 

Pilates para melhoria da qualidade de vida

Se existe uma prática que, comprovadamente, auxilia no aumento da longevidade, melhoria da saúde e diminuição das mais variadas formas de dor, é o Pilates. O método se baseia em exercícios físicos especialmente dedicados a determinadas áreas do corpo, o que possibilita o trabalho da flexibilidade e o aumento da força muscular.

Um recente estudo realizado no Canadá revelou que pacientes que padeciam de dores nas costas e na coluna e que desenvolveram treinos de Pilates por cerca de quatro horas e meia por semana, relataram menos desconfortos e incapacidade depois de um ano do início do programa. As atividades são pontuais e propiciam o fortalecimento da musculatura que sustenta a coluna vertebral. A consequência disso não poderia ser melhor: a diminuição dos riscos de lesões.

 

Um passo para a independência

Dentre os inúmeros benefícios físicos e psicológicos gerados pela prática do Pilates, há que se destacar o incentivo à autonomia. Bons profissionais focam os treinos em exercícios nos quais o idoso é capaz de realizar por conta própria. Pouco a pouco, o indivíduo vai ganhando maior mobilidade e flexibilidade, o que auxilia na saúde como um todo

Para acompanhamento especializado durante a terceira idade, entre em contato com a HT Pilates!

Pilates para correção de postura e melhoria da qualidade de vida dos idosos


A terceira idade é uma fase da vida que exige uma série de adaptações e cuidados. É de extrema importância que indivíduos idosos busquem se manter ativos e, com isso, conquistem mais qualidade de vida. Neste contexto, surge a oportunidade de se praticar Pilates, método constituído de exercícios físicos e alongamentos que podem ser executados com o auxílio do peso do próprio corpo.

Não podemos deixar de levar em consideração também que pessoas mais velhas possuem algumas limitações, provenientes de um desgaste progressivo e natural do organismo. Ao contrário do que se nota em outras modalidades esportivas, o Pilates pode ser adaptado à realidade e às condições de todo e qualquer indivíduo. Sendo assim, mesmo na terceira idade, sua prática é totalmente recomendada.

 

Por que praticar Pilates na terceira idade?

Existem alguns especialistas que chegam a descrever o Pilates como a atividade perfeita para os idosos. Isso porque, dentre os inúmeros benefícios que a prática propicia, há alguns especiais. Exemplos são o combate às dores e à insônia, além do incentivo à autonomia, o que possibilita que essas pessoas deixem de depender de terceiros.

Idosos ativos também têm chances menores de serem acometidos por questões neurológicas, como o Alzheimer, o Parkinson, derrames cerebrais, entre outras. É preciso destacar também a melhora progressiva da postura corporal.

 

Os benefícios do Pilates para idosos

Por combinar exercícios de baixo impacto com a possibilidade de fortalecimento e coordenação, o Pilates se torna uma prática excelente na terceira idade. O método trabalha áreas do corpo que, normalmente, exigem uma atenção maior na velhice, como as articulações. Através das atividades, os idosos podem obter maior flexibilidade, o que diminui os riscos do desenvolvimento de artrose ou dores generalizadas.

Há a conservação da massa muscular e a possibilidade de se manter o condicionamento cardiovascular, sem exageros. Ao trabalhar os músculos profundos, é possível controlar o fluxo da urina, o que previne a incontinência, bastante recorrente nessa faixa etária.

Para saber mais sobre as vantagens de se praticar o método na terceira idade, consulte a equipe da HT Pilates! São profissionais devidamente capacitados para desenvolver exercícios de uma forma saudável, a fim de alcançar objetivos reais.

Pilates para chegar em forma no verão!

Quem gosta do verão já deve ter reparado como as temperaturas têm subido nas últimas semanas. Termômetros com marcas lá no alto e a sensação de que aqueles dias frios estão ficando para trás. Com isso, ocorre um fenômeno comum nessa época do ano: a alta busca por academias e demais espaços que ofereçam práticas esportivas.

É claro, todo mundo quer conquistar um corpo bonito e em forma, para poder aproveitar a praia ou a piscina sem receios quando dezembro chegar. Apesar disso, vale ressaltar: nenhuma atividade física faz milagres. Sendo assim, é importante escolher uma que realmente lhe seja prazerosa e, mais do que isso, que ajude a conquistar resultados de uma maneira efetiva.

 

Por que o Pilates?

Levando em conta tais considerações, uma opção que brilha aos olhos daqueles que almejam chegar ao verão com o físico em dia, é o Pilates. O método desenvolvido por Joseph Pilates engloba exercícios que movimentam o corpo e a mente, a fim de promover resultados no organismo e no psicológico do praticante.

Além disso, uma das principais vantagens é que os treinos podem ser realizados por qualquer indivíduo, desde aqueles que mantêm uma rotina mais ativa até os sedentários, que estão em busca de qualidade de vida. As aulas de Pilates são estrategicamente elaboradas de acordo com a realidade e as condições individuais de cada aluno. Sendo assim, todos são bem-vindos: crianças, adultos ou idosos.

 

Resultados visíveis no fim do ano

Um dos destaques da prática do Pilates é o fortalecimento dos ossos e dos músculos. Consequentemente, uma série de outros benefícios é obtida, incluindo alinhamento postural, flexibilidade das articulações, aumento da disposição, sensação de bem-estar e melhora na autoestima.

Vale lembrar: o objetivo do método não é trabalhar a musculatura à exaustão, mas fortalecê-la de maneira consciente. Os movimentos são suaves, porém precisos, com o intuito de promover o autoconhecimento corporal.

E sabe aquele tão sonhado abdômen de tanquinho? Sim, o Pilates pode te ajudar a conquistar! Através dos exercícios efetuados ao longo das aulas, os músculos mais profundos são estimulados, incluindo os transversos do abdômen, paravertebrais e multífidos. Ainda assim, é recomendado aliar a prática a atividades aeróbicas, como caminhadas, andar de bicicleta ou pular corda, além de manter uma alimentação balanceada.

Fique em forma para o verão! Venha deixar seu corpo mais bonito e saudável com a HT Pilates!

Está com dores no corpo por causa da postura no trabalho? O Pilates pode te ajudar!

Pesquisas revelam que três a cada quatro trabalhadores de países industrializados desenvolvem suas atividades profissionais de uma maneira sedentária. A constatação se deu, sobretudo, depois da proliferação dos computadores. O aparelho pode até agilizar o serviço, mas, se não existir o devido acompanhamento, pode colocar em risco a saúde do colaborador.

Quem permanece sentado, na mesma posição, por muito tempo, tem grandes chances de desenvolver problemas de postura. O equívoco, com o passar do tempo, pode gerar consequências desastrosas, como sérias lesões posturais. Dentre os profissionais altamente expostos aos riscos, podemos citar: secretários, telefonistas, bancários, balconistas, advogados, psicólogos, médicos, costureiros, professores, arquitetos, motoristas, entre tantos outros.

Uma boa saída para evitar as dores provenientes da má postura no trabalho é a prática do Pilates!

Danos provocados pela má postura

Apontada como uma das principais causadoras de lesões, a má postura provoca a sobrecarga de músculos e ligamentos que envolvem a coluna. Desta forma, essas regiões do corpo ficam expostas a ocorrências de torções ou estiramentos. Ao surgir como uma possível solução, o método Pilates ajuda em cuidados básicos, uma vez que fortalece, alonga, conscientiza e reeduca o organismo humano.

Os exercícios desenvolvidos em aula colaboram com a promoção da flexibilidade e do equilíbrio muscular. Os pontos fracos ou encurtados ganham maior mobilidade, evitando o estresse e aumentando o controle. Os movimentos são trabalhados lentamente e com precisão, o que assegura a boa postura global do indivíduo.

Os benefícios do método elaborado por Joseph Pilates incluem, ainda, a otimização da concentração, da coordenação motora e da consciência corporal. Desta forma, o aluno ganha um rendimento superior no ambiente de trabalho.

O alongamento axial

Existem pessoas que se “acostumam” com a postura errada. Isso ocorre, sobretudo, pois esses indivíduos permanecem na posição equivocada por tanto tempo, que é desta maneira que se sentem mais confortáveis. Sendo assim, quando o alinhamento corporal é assumido, através do Pilates, pode acontecer de o aluno ter uma sensação de desconforto ou, até mesmo, cansaço.

Em todo caso, o alongamento axial se faz imprescindível. Ele pode propiciar a redução das cargas compressivas sobre a coluna e, com isso, manter as articulações sempre saudáveis. Cuide de sua postura com a HT Pilates! Entre em contato!

Como manter os músculos saudáveis e a concentração na terceira idade com a prática do Pilates

É natural que, com o passar do tempo, determinadas funções do organismo humano sofram uma queda em seu desempenho. Alguns exemplos que facilmente podem ser elencados são falhas no equilíbrio, enfraquecimento dos músculos, postura abalada, coordenação motora lenta, entre outros. Com isso, a realização de atividades corriqueiras se torna uma tarefa árdua.

Desconsiderando os casos em que as disfunções são provenientes de patologias, muitas das constatações são resultados da falta de exercícios físicos. Neste contexto, o método Pilates cai como uma luva, pois se trata de um treinamento completo. A técnica viabiliza um envelhecimento saudável e de forma ativa.

 

Os benefícios do Pilates para idosos

 O método criado por Joseph Pilates visa promover o condicionamento físico interligando o corpo e a mente. Sendo assim, o aluno da terceira idade conquista não apenas benefícios físicos, mas também psicológicos. Isso assegura que o idoso envelheça mantendo a boa autoestima em dia e afastando a ocorrência de males, como a depressão.

Do ponto de vista corporal, diversas vantagens podem ser adquiridas. Uma vez que os princípios do Pilates são a concentração e o total controle dos suaves movimentos realizados, o praticante obtém estabilidade no tronco, sustentação da coluna e um trabalho respiratório eficaz. Os músculos são ativados da maneira correta, sem sobrecarga, favorecendo o bem-estar do indivíduo.

 

Qualidade de vida

Por se tratar de uma atividade física de baixo impacto, o método Pilates é amplamente recomendado a alunos da terceira idade. Além disso, as aulas são devidamente supervisionadas por professores capacitados, de maneira individualizada. Dando atenção às especificidades de cada praticante, o treinamento pode auxiliar em tratamentos médicos e fisioterápicos ou, simplesmente, atuar como medida preventiva.

Os treinos podem ser focados no fortalecimento global com ênfase em membros inferiores, voltados ao equilíbrio, à potência muscular ou ao aumento da flexibilidade. Em todo caso, é válido ressaltar a importância de o aluno realizar uma avaliação prévia, para que o trabalho seja direcionado e não ofereça riscos de lesões.

Quer deixar o sedentarismo de lado da maneira certa? Então, entre em contato, agora mesmo, com a HT Pilates e solicite uma aula experimental!

Pilates para idosos com Doença de Parkinson

Pesquisas realizadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que, pelo menos, 1% da população acima dos 65 anos sofre com a Doença de Parkinson em todo o mundo. Estatisticamente falando, seriam entre 100 e 200 casos a cada 200 mil habitantes.

A patologia é caracterizada por sintomas como tremor dos membros, desequilíbrio, rigidez nas articulações, instabilidade de postura, lentidão para a realização dos movimentos e coordenação motora afetada. No início do quadro, os pacientes apresentam tais aspectos de maneira mais lenta, entretanto, com o passar do tempo, os sinais da doença se tornam frequentes.

Por se tratar de um problema degenerativo, a Doença de Parkinson não tem cura, mas tem tratamento, que visa combater os sintomas e promover qualidade de vida. Com o Pilates, por exemplo, o paciente pode conquistar uma vida mais independente, mesmo que haja a necessidade de se conviver com a patologia por alguns anos.

 

Benefícios do Pilates durante o tratamento

Antes de iniciar as atividades na prática do Pilates, o paciente da Doença de Parkinson passa por uma avaliação mediada por um professor devidamente gabaritado. A medida é tomada a fim de assegurar que o treinamento será eficiente, atendendo às reais necessidades de cada aluno. A partir daí, serão identificadas as deficiências do indivíduo, para garantir o seu desempenho funcional.

A principal meta é promover a redução das alterações motoras provenientes da patologia e, com isso, melhorar a qualidade de vida. A técnica de Joseph Pilates gera no aluno a reeducação dos movimentos, o que auxilia na melhora do quadro e na redução dos sintomas da Doença de Parkinson. As vantagens incluem:

  • Reeducação dos movimentos;
  • Melhora das alterações motoras;
  • Redução dos sintomas colaterais;
  • Fortalecimento muscular;
  • Precisão da coordenação motora;
  • Equilíbrio;
  • Promoção de estabilidade postural;
  • Entre outros.

De uma forma geral, a prática dos exercícios físicos é uma grande aliada ao tratamento da Doença de Parkinson. Nesse contexto, o Pilates ganha ainda mais destaque, por se tratar de uma atividade considerada completa. O paciente sai ganhando tanto no aspecto físico quanto no psicológico.

Para saber mais, entre em contato com a HT Pilates e agende uma aula experimental!

Como o Pilates melhora a qualidade de vida da terceira idade

Hoje em dia, os idosos têm estado cada vez mais ativos. Não é incomum encontrarmos membros da terceira idade praticando as mais variadas atividades físicas e, muitas vezes, dando um verdadeiro “baile” em muitos jovens. Isso ocorre porque, atualmente, os programas voltados à melhoria da qualidade de vida, sobretudo acima dos 60 anos, estão se aprimorando mais. E com o Pilates, não é diferente!

Devido ao aumento da população idosa em todo o mundo, o método Pilates se renovou para trabalhar a reabilitação da mesma. A intenção é promover e preservar a saúde, tanto física quanto psicológica, durante a terceira idade. A necessidade nasceu a partir do momento em que foram constatados os números que compõem esta faixa de cidadãos.

De acordo com o levantamento mais recente realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), hoje em dia são mais de 15 milhões de idosos no país. Isso significa 8,6% da população brasileira. E, dentro das próximas duas décadas, o número deve dobrar, chegando à marca de 30 milhões.

 

Envelhecendo com saúde

Desde quando foi criado por Joseph Pilates, o método Pilates tem como principal objetivo ser uma atividade completa. Isto é, ela trabalha aspectos como o controle do movimento, a centralização do organismo, a coordenação motora, o equilíbrio, a concentração, a flexibilidade, a respiração, entre outros. Sendo assim, a prática se tornou uma referência quando o assunto é reabilitação.

Nos casos de envelhecimento, a procura também é alta, sobretudo quando se leva em consideração que os idosos estão em busca de alívio para dores ou patologias, provenientes do efeito dos anos já vividos. O Pilates conta com vasto repertório de exercícios, que podem ser válidos em diversos tipos de tratamentos. Contando com o auxílio de profissionais devidamente capacitados, as aulas atuam de forma eficiente entre os alunos da terceira idade.

 

Por que o Pilates é válido durante a terceira idade?

A resposta é simples: o Pilates carrega consigo diversos benefícios. Os exercícios fortalecem a musculatura, o que auxilia na correção da postura e promove a flexibilidade; melhoram o equilíbrio, o que minimiza as ocorrências de quedas; e promovem um momento de reflexão e de boa respiração, garantindo uma boa relação consigo mesmo e estimulando uma autoestima saudável.

Para manter a saúde física e psicológica em dia, venha para a HT Pilates! Nossa equipe de profissionais está a postos para analisar seu caso e traçar as estratégias ideais. Faça uma visita!

Pilates para osteoporose

Dados da ABRASSO, a Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo, revelam que a osteoporose é um mal que atinge mais de 10 milhões de indivíduos em todo o país. Os pacientes mais comuns são idosos e mulheres na fase pós-menopausa. O estudo indica, ainda, que a patologia acaba por se desenvolver em uma a cada quatro mulheres com mais de 50 anos.

As consequências da osteoporose incluem o enfraquecimento progressivo dos ossos, propiciando a ocorrência de múltiplas fraturas mais facilmente. Outro levantamento interessante é o da International Osteoporosis Foundation (IOF), que aponta que a doença causa mais de nove milhões de fraturas por ano só no Brasil, sendo uma a cada três segundos.

Frente a dados tão relevantes, surge uma boa notícia: a prática do Pilates pode se tornar uma grande aliada no tratamento para a osteoporose!

 

Atividade para fortalecer os ossos

 O Pilates é uma excelente atividade para a promoção do fortalecimento dos ossos. A explicação está no fato de a prática ser considerada de baixa intensidade, isto é, colabora no momento da remodelação óssea. Quando a vibração é muito alta, alguns dos pacientes sofrem consequências como crises de labirintite, tonturas e quedas. Já com o Pilates, tais ocorrências são incomuns.

A atividade é completa e oferece diversos benefícios aos praticantes. Ao realizar a contração muscular, os tendões do aluno promovem uma tração no tecido ósseo, o que gera um estímulo de remodelação. Além disso, no Pilates a musculatura do corpo todo é atingida, tanto superficial quanto profundamente. Vantagens incluem a correção da postura e, consequentemente, a ativação dos músculos que circundam a coluna vertebral.

 

Dicas para manter a saúde em dia

 Existem técnicas específicas que podem ser aplicadas no aluno que sofre com a osteoporose, a fim de auxiliar no tratamento da patologia. Por exemplo, o professor pode sugerir exercícios focados nos membros inferiores, realizados no “cadillac” (Leg Series), com as molas posicionadas sob os pés do praticante.

Durante a execução, o instrutor pode tocar suavemente o aparelho, que vibrará de maneira sutil. Isso vai fazer com que a musculatura trabalhada durante a atividade seja atingida de maneira efetiva. São pequenas atitudes que podem solucionar o problema mais rapidamente.

Pratique Pilates de maneira segura com a HT Pilates. Nossos professores são devidamente capacitados para te atender. Entre em contato!

 

Saiba como o Pilates pode prevenir o risco de lesões para quem gosta das piscinas

A natação é considerada um esporte completo, já que trabalha muito bem os grandes grupos musculares, melhora o condicionamento físico e aprimora a coordenação motora. Ainda assim, há como se otimizar ainda mais os resultados obtidos pelos atletas dentro das piscinas com o auxílio do Pilates.

Nadadores que buscam se aperfeiçoar profissionalmente encontram resultados positivos em seu rendimento assim que complementam os treinos com o Pilates. Os motivos são simples: a prática promove uma respiração mais controlada, além de ampla consciência corporal.

 

As vantagens trazidas pelo Pilates aos adeptos da natação

 O Pilates é capaz de gerar modificações categóricas e significativas nas formas de realização dos nados. Com isso, os nadadores alcançam a prevenção de lesões e a melhoria na performance. O fortalecimento do powerhouse, por exemplo, assegura que o atleta mantenha a boa estabilização da coluna, garantindo maior eficiência dos movimentos dos membros que não estão passando por sobrecarga.

Depois de certo tempo, os braços do nadador obtêm um alcance maior durante as “braçadas” e a força na fase de impulso (ou “varredura”) cresce. Os benefícios vêm em consequência dos alongamentos utilizados no método Pilates, além da familiarização com a resistência das molas.

Quando se combina natação e Pilates, as vantagens promovidas incluem:

  • Ganho de força;
  • Acréscimo na flexibilidade;
  • Aumento no controle das cinturas escapular e pélvica;
  • Expansão do controle corporal;
  • Entre outras.

 

Diminuindo os riscos de lesões

 Pesquisas comprovam que nadadores que praticam Pilates diminuem drasticamente os riscos de lesões ou desgastes, sobretudo nos ombros, que são de grande valia para o corpo do esportista. Outro destaque vai para a parte respiratória, já que o método ajuda a fornecer maior quantidade de oxigênio em um menor tempo inspiratório. Isso pode colaborar na performance durante competições dentro das piscinas.

A expansão torácica conquistada por meio do Pilates aumenta a capacidade pulmonar, permitindo que o atleta irrigue a musculatura com sangue rico em oxigênio e, consequentemente, melhore seu limiar anaeróbico. Basicamente, isso resulta em uma fadiga muscular mais tardia.

Quer melhorar seu desempenho dentro d’água? Então agende já uma aula experimental com a HT Pilates e conheça nossos serviços!