Morre um dos grandes visionários do método Pilates

A HT Pilates lamenta a perda de um dos grandes visionários e mestres do método Pilates. Ron Fletcher, aos 90 anos, deixa seu legado de genialidade e simpatia para o mundo.

Um dos primeiros alunos do próprio Joseph H. Pilates e bailarino de Martha Graham, em Nova York, Fletcher abriu seu próprio estúdio e agregou elementos importantíssimos ao método original, os quais são usados até hoje no mundo todo.

Biografia

Nascido em 1921, na pequena Dogtown na fronteira entre Missouri e Arkansas, em sua tenra idade sua única visão era um horizonte distante. Porém, no final de sua adolecência, com uma pequena educação formal e nada mais do que alguns dólares no bolso, um casaco e um coração repleto de sonhos, ele deixou a zona rural do sul em busca das luzes e uma promessa, em Nova York City.

A princípio, ele trabalhou como redator publicitário e outros trabalhos chatos, mas um concerto de dança mudou a trajetória de sua vida e o levou ao seu primeiro grande chamado: a Dança. Com formação zero em dança, mas em mesma intensidade de certeza, confiança e determinacão, Ron foi capaz de persuadir a grande Martha Graham a aceita-lo em sua companhia de dança. Trabalhando com ela – e mais tarde com o grande coreógrafo Yeichi Nimura -, Ron encontrou a maior inspiração criativa de sua vida. Durante esse período, uma lesão no joelho o levou a sua outra grande inspiração: o casal Joseph e Clara Pilates.

O Pilates em sua vida

Durante seus 30 anos de carreira no mais alto nível da indústria do entretenimento, que inclui, em sua maioria, coreografias de produções da Broadway, filmes em Hollywood, o International Ice Capades, clubes noturnos e cabarets de Chigado a Paris e Nova Orleans, o trabalho de Ron com Joseph e Clara Pilates foi constante e para o qual voltava ano após ano.

Através da luta e vicissitudes da indústria do entretenimento, bem como através dos desafios pessoais de alcoolismo intenso, Ron Fletcher continuou a trabalhar e aprender com o casal Pilates. Eles foram seus professores e mentores, e ele seu discípulo e protegido. De 1968 a 1971 – após a morte de Joseph Pilates – Ron estudou com Clara Pilates, foi quando ele começou a forjar a idéia de se engajar para o resto de sua vida ao desenvolvimento, evolução e disseminação do método Pilates.

Pilates ganha o mundo

Em 1971, em seu movimento para a preservação do método Pilates e levar para o mundo experimentar, Ron abriu o seu primeiro estúdio de Pilates na costa oeste, em Beverly Hills, Califórnia. Uma vez lá, ele foi saudado pela imprensa local e nacional como um guru de fitness e devido à publicidade que recebeu, abrir seu estúdio foi nada menos que fenomenal. Em 1978, ele publicou seu livro “Every Body Is Beautiful”, que recebeu diversas críticas. Encorajado por Clara, ele continuou a desenvolver o método Pilates, incorporando conceitos e técnicas, como a Respiração Percussiva, Fletcher Towelwork, Floorwork e Barrework.

Em 2003, Ron foi autorizado e, assim, aprovou o The Ron Fletcher Program of Study (Programa de Ron Fletcher de Estudo – em tradução livre), um currículo abrangente e uma escola desenvolvida a fim de divulgar sua visão única do método Pilates. O Programa recebeu licenciamento formal do estado em 2007 e é atualmente ensinado em cinco campi nos Estados Unidos, bem como em 8 países ao redor do mundo.

Ron deixa saudades e súditos

Ron Fletcher era um professor generoso e espirituoso, um mentor sempre disponível, uma alma dotada com um coração de leão. Um mestre guiado unicamente pela graça de seu poder divino superior. Amado por todos à sua volta, amava profundamente em troca.

Seus olhos azuis nunca deixou de piscar, a sua mente brilhante nunca falhou, ele sempre estava alerta até o fim. O mundo perde um grande visionário e amoroso mestre e os céus ganham uma alma generosa e amada.

Uma homenagem à sua memória está programada para o dia 5 de Maio de 2012 em Tucson, no Arizona.

A pedido de Ron, doações podem ser feitas, em sua memória, para sua causa animal preferida. Ron faleceu de causas naturais, no dia 6 de dezembro de 2011.

Incontinência urinária é comum em homens e mulheres

A incontinência urinária afeta mais de 10 milhões de idividuos no Brasil, 25% desses casos são do sexo masculino. A incontinência urinária é pouco discutida nos dois sexos, principalmente no sexo masculino por vergonha e aceitação do problema.

Fazem parte do aparelho urinário os rins, e as vias urinárias como o ureter, a bexiga e a uretra. É na bexiga que a urina é armazenada. As vias urinárias são estruturas muito próximas de outros órgãos e que ficam próximas da parede do músculo abdminal. Nos sexo masculino, a próstata envolve a uretra. Já no sexo feminino, a bexiga fica muito perto do útero, que tem o formato de uma pera, e a uretra fica pouco acima da vagina.

Controlar a urina é um ato voluntário comandado pelo sistema nervoso central. O comprometimento da musculatura dos esfincteres ou do assoalho pélvico, gravidez ou tumores podem interferir neste controle no sexo femino. No sexo mausculino também tem esses fatores igual ao sexo feminino como outros motivos Acidente Vascular Cerebral (Derrame), Traumatismos medulares, Doença de Parkinson ou cirurgias prostáticas (prostatectomia radical). Todos esses fatores citados provoca a micção invonluntária tendo a incontinência urinária.

Incontinencia urinária de esforço:  Consiste na perda involuntária de urina durante uma atividade como tossir, correr, saltar, etc, diferindo de pessoa para pessoa. Alguns indivíduos apenas perderão uma pequena quantidade de urina esporadicamente, possivelmente durante um curto período de tempo, ao passo que outros poderão perder urina constantemente e por longos períodos de tempo. Muitos recuperam da incontinência por completo mediante um tratamento adequado.

Foto: Ulf Huett Nilsson/Johnér Images/Corbis

Foto: Ulf Huett Nilsson/Johnér Images/Corbis

Tramento para a Incontinência Urinária como a fisioterapia e o Pilates são métodos importantes para melhora do caso. A fisioterapia utiliza a eletroterapia, o biofeedback e os exercícios para o assoalho pélvico (principalmente exercício de Kegel). Esses recursos têm o intuito de melhorar a força e resistência dos músculos responsáveis por conter a urina. Através do método de Pilates a musculatura responsável pela contenção da urina, períneo/assoalho pélvico possa ser estimulada e obter os ganhos para melhora da incontinência urinária.

Hipertensão: Uma doença silenciosa e perigosa

Dia 26 de abril é o dia de Combate e Prevenção da Hipertensão e para conscientizar as pessoas sobre os problemas que essa doença pode causar, vamos fazer uma série esta semana de esclarecimentos sobre como prevenir e tratar a hipertensão.

O que é

A Hipertensão é uma doença crônica a qual caracteriza-se pela pressão sanguínea elevada dentro das artérias, isso faz com que o coração tenha que fazer um esforço muito grande para bombear o sangue.

Para ser considerada hipertensa, a pessoa deve apresentar a pressão sanguínea igual ou superior a 140/90 mmHG.

Sintomas

A hipertensão é uma doença silenciosa, muitas vezes não apresenta qualquer sintoma e é descoberta durante exames de rotina ou por outro problema de saúde.

As pessoas que sofrem de hipertensão queixam-se de dores de cabeça, principalmente na parte posterior, vertigens, zumbido, desmaios e distúrbios na visão.

Consequências

A Hipertensão pode levar a os agravamentos de saúde, tais como:

– AVC (Acidente Vascular Cerebral);

– Enfarte do miocárdio;

– Aneurisma;

– Insuficiência renal;

– Insuficiência cardíaca.

Fatores de risco

– Genética;

– Fumo;

– Bebidas alcoólicas;

– Obesidade;

– Estresse;

– Consumo de sal

– Colesterol alto;

– Sedentarismo.

Grupo de risco

As pessoas que correm maior risco de sofrer de hipertensão são:

– Pessoas negras;

– Homens com menos de 50 anos;

– Mulheres acima de 50 anos;

– Diabéticos.

Tratamento

O melhor tratamento para a hipertensão é preveni-la, para isso recomenda-sse um estilo de vida saudável:

– Manter o peso normal;

– Reduzir o consumo de sal;

– Praticar atividade física regularmente;

– Evitar o consumo de álcool;

– Manter uma alimentação saudável rica em frutas e vegetais.

Se a pessoa já sofre de hipertensão, trocar o estilo de vida pelo citado acima é a primeira recomendação para manter a pressão abaixo de 12 por 8. Reduzir o peso corporal em até 10% ajuda muito a reduzir a pressão.

Praticar atividades que aliviam o estresse como relaxamento, Yoga e meditação também ajudam muito para manter a pressão sob controle. Em casos extremos, recomenda-se o uso de anti-hipertensivos, que são vasodilatadores, mas são acompanhados de elefeitos colaterais.

Diminuir consideravelmente o uso do sal já é provado que melhora muito a hipertensão. Recomenda-se a abstenção de pelo menos 4 semanas para sentir os benefícios. Um dieta rica em vegetais com o frutas, verduras, legumes e cereais, diminui drasticamente os efeitos da hipertensão.

Hipertensão: Mitos e verdades

A hipertensão é uma doença silenciosa, mas que merece muita atenção. Geralmente associada a outras patologias, a hipertensão pode agravar essas doenças e estimular o aparecimento de outras.

Amanhã, 26 de abril, comemora-se o Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão. Conscientize-se e leve esta mensagem aos seus amigos e familiares, pois com cosciência e hábitos saudáveis é possível combater esse mal.

O tratamento da hipertensão é realizado com a adoção de hábitos saudáveis, associando uma dieta rica em vegetais e cereais e a prática regular de atividade física supervisionada.

Em alguns casos é necessário a administração de medicamentos anti-hipertensivos, o que não dispensa a adoção de hábitos saudáveis.

Confira quais são os mitos e as verdades sobre a hipertensão:

Dor de cabeça: Verdade

O aumento da pressão pode ocasionar em fortes dores de cabeça.

Olhos vermelhos: Verdade

Um dos sintomas da hipertensão são os olhos vermelhos. A pressão sanguíneo força o inchaço nos vasos dos olhos provocando hemorragia ocular.

Sangue no nariz: Verdade

Devido ao aumento da pressão, os vasos sanguíneos do nariz podem se romper.

Alimentação influencia no aumento da pressão: Verdade

Muitos alimentos devem ser evitados por hipertensos, pois estimulam o aumento da pressão, tais como, gorduras, condimentos, embutidos, sal e frituras.

Estresse piora a hipertensão: Verdade

Estresse, nervoso e ansiedade provocam o aumento da pressão.

Hipertensos não podem fazer exercícios: Mito

Os hipertensos não só podem como devem praticar atividade física regularmente. Com os cuidados necessários para que a pressão não suba, Pilates, Yoga e meditação.

Hipertensão tem cura: Mito

A hipertensão é uma doença crônica incurável e geralmente está associada a outros problemas de saúde. Adotando os hábitos saudáveis e seguindo as orientações médicas, o hipertenso pode viver com qualidde de vida e bem-estar.

Hipertensão é assintomática: Verdade e Mito

A hipertensão é uma doença que pode ter sintomas, mas são raros, aparecendo em casos mais graves. Por causa disso, é conhecida como uma doença silenciosa.

Hipertensos ficam dependentes de medicação: Mito

Casos mais graves da doenças requerem a administração de medicação por tempo e dose indeterminados. Porém, com a adoção de hábitos saudáveis, a medicação pode ser suspensa.

A medicação anti-hipertensiva diminui o desempenho sexual: Mito

Hoje em dia, as drogas anti-hipertensivas têm menores efeitos colaterais e não afetam o desempenho sexual dos hipertensos.

Hipertensão: escolha os alimentos certos

Foto: Corbis

Quem sofre de hipertensão deve combinar a prática regular de atividade física com uma alimentação balanceada, para manter a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida.

Em coscientização da população, no dia 26 de abril, comemora-se o Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão. Faça exames regularmente e pratique atividade física.

Os hipertensos devem priorizar alimentos que reduzem o colesterol, a massa gorda e ricos em fibras, essa combinação ajuda na liberação do sistema cardiovascular.

Confira os alimentos que não podem faltar na despensa:

1) Farelo de trigo

2) Morango

3) Semente de abóbora

4) Soja

5) Melancia

6) Batata

7) Oleaginosas

8) Azeite

9) Linhaça

10) Alho

11) Feijões

12) Espinafre

13) Banana

14) Inhame

15) Cenoura

Hipertensão: alimentos que devem ser evitados

As pessoas que sofrem de hipertensão – pressão alta – devem evitar diversos alimentos. O consumo deles pode comprometer sua saúde, bem-estar e qualidade de vida.

No dia 26 de abril comemora-se o Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão. Consciência e prevenção são as melhores maneiras de acabr com esse mal.

Os alimentos que devem ser evitados são:

– Sal

– Temperos industrializados

– Condimentos

– Café

– Alimentos gordurosos

– Carne vermelha

– Refrigerantes

Gestante, o Pilates é perfeito para você manter a forma

O método Pilates tem como objetivo principal manter a consciência no movimento e no corpo. O método é capaz de trazer flexibilidade, força e equilíbrio a quem pratica. O Pilates é recomendado para todas as pessoas, desde crianças até idosos, portanto as gestantes não podiam ficar de fora.

Estar grávida não significa se abster de treinar e praticar exercícios, pelo contrário, com uma série especial para cada tipo de gestante, levando em consideração as particularidades de cada uma, é prazeroso e necessário manter o ritmo de treinamento durante a gestação.

A série de exercícios é feita a fim de evitar varizes, hemorróidas e dores, além de ajudar a aumentar a auto-estima, manter os níveis de condicionamento físico e preparar o corpo para as exigências físicas da maternidade.

O corpo da mulher passa por muitas mudanças durante a gravidez e os exercícios devem ser adaptados e modificados conforme a gravidez avança.

O perfeito no Pilates é que o método pode ser individualizado para a capacidade de cada um.

Hormônios

A mulher quando engravida passa por um processo delicado de mudanças hormonais, que reflete no físico de maneira gradativa de acordo com o crescimento da barriga. A cada mês o peso e o equilíbrio do corpo devem ser ajustados para evitar lesões e sobrecarga em determinados músculos.

O Pilates ajuda a gestante a manter o corpo flexível, com os músculos alongados, principalmente das regiões pélvica e costas, já que são as mais sobrecarregadas para sustentar o peso da barriga. A mudança de hormônios leva ao afrouxamento dos tendões, aumentando as chances de lesão, mas com músculos fortes e alongados essas chances diminuem bastante.

O método

Postura, equilíbrio e força são primordiais para a gestante manter a forma durante a gravidez e voltar ao seu peso e alongamento normais em pouco tempo depois do parto. Esses três fatores são largamente trabalhados no Pilates através do fortalecimento dos músculos com exercícios controlados e sem sobrecarregar uma região do corpo em detrimento de outra.

A barriga e os músculos do assoalho pélvico são trabalhados, sendo ajustados à medida que o bebê cresce. Ao mesmo tempo, em que as articulações são trabalhadas para manterem-se estáveis para evitar lesões. Isso acontece porque os músculos da barriga vão esticando à medida que o bebê cresce, o que leva à dor nas costas, principalmente lombar, e/ou pélvica. Com o enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico, órgãos como intestino, bexiga e útero (ventre) mover-se mais abaixo na pélvis sob o peso do bebê. Devido a isso, pode ocorrer vazamentos pequenas quantidades de urina ao tossir ou espirrar, ou sentir uma sensação de peso baixo.

Com o Pilates toda a região pélvica, costas e barriga é fortalecida, pois todos os músculos, inclusive os mais profundos são trabalhados. Além disso, o método trabalha com o equilíbrio em cada fase da gestação, trazendo conforto, bem-estar e sensação de prazer para mamãe e bebê.

Treinos e horários durante o primeiro trimestre devem ajustados de acordo com os níveis de fadiga. Ao longo da gravidez a demanda sobre os músculos abdominais deve ser diminuída.

Parto

O fortalecimento proporcionado pelo Pilates ajuda mãe e bebê na hora do parto, pois com músculos fortes, a mãe é capaz de ter maior controle para ajudar no nascimento de forma segura.

Se a pessoa não praticar Pilates antes da gravidez?

Se você não praticava Pilates antes de ficar grávida, esteja atenta às indicações de seu médico, pois, principalmente nos primeiros meses, há riscos de o feto descolar-se da placenta.

As aulas

As aulas de Pilates para gestante são similares às aulas para outros públicos, mas com algumas recomendações. A gestante não deve de maneira nenhuma realizar exercícios com o peso sobre a barriga.

Ao sentir qualquer desconforto ou dor, cesse o exercício imediatamente e comunique ao professor. O planejamento da aula é elaborado levando em consideração o histórico da gestante, seu condicionamento físico, doenças pré-existentes, costume de fazer exercícios, etc.

Visto que o corpo de cada mulher é diferente e responde de maneiras diversas, há exercícios que são bastante apropriados para algumas pessoas durante a gravidez e não para outras. Durante uma gravidez normal e saudável, o exercício moderado é seguro para o bebê.

Os exercícios de alto impacto não podem ser realizados. Assim como aqueles nos quais há risco de queda. Deve-se evitar os alongamentos pesados, para proteger os ligamentos, que ficam mais soltos nessa fase. Por esta razão, você deve ter cuidado para não super-estender. É importante continuar a reforçar e reequilibrar os músculos ao redor das articulações – apoiar o corpo quando ele passa por alterações posturais relacionadas com a gravidez.

O instrutor deve estar apto a atender gestantes para elaborar a série de exercícios adequada. Além disso, a gestante deve realizar exames médicos, seguir as recomendações de seu obstetra e levar todos os exames necessários no primeiro dia de aula.

É claro, beber muita água, evitar esforço excessivo e sobreaquecimento são sempre importantes.

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Exercícios para fazer em casa

Com a correria do dia a dia, às vezes fica difícil encontrar tempo para praticar atividade física. Para não perder o pique alguns exercícios podem ser feitos em casa nos dias em que os horários estão apertados.

Aqui vão algumas dicas de exercícios que podem ser feito em casa.

1) Agachamento: 3 séries de 10 movimentos:

Manter pés alinhados na largura do quadril, flexionar os joelhos projetando o  quadril para trás, assim impedindo que os joelhos ultrapassem a linha dos tornozelos. Realize o movimento de forma lenta.

Foto: Roman Märzinger/Westend61/Corbis

Foto: Roman Märzinger/Westend61/Corbis

2) Ponte: 3 séries de 10 movimentos:

Deitado com pés apoiados , com contração da parte posterior da coxa e do abdomen, elevar o quadril e retornar ao chão de forma lenta.

Foto: Felix Wirth/Corbis

Foto: Felix Wirth/Corbis

3) Panturrilha unilateral: 3 séries 10 movimentos:

Em frente a parede ou apoio, manter uma perna flexionada, enquanto a outra realiza movimento de elevar e abaixar o calcanhar, ao terminar os 10 movimentos realizar do lado oposto.

Foto: Internet

Foto: Internet

4) Abdomen: 3 séries 10 movimentos:

1-Deitado no chão, manter pés apoiados, elevar o tronco contraindo abdomen.

2- Deitado no chão, elevar o tronco com rotação, mantendo quadril apoiado.

Foto: moodboard/Corbis

Foto: moodboard/Corbis

5) Braços: 3 séries de 10 repetições:

Em pé, elevar os braços esticados a frente e ao lado (alternando), com peso 1kg.

Com braços apoiados em um banco, e pés apoiados no chão, realizar flexao do cotovelo e subir empurrando o banco.

Foto: Internet

Foto: Internet

Exercícios físicos no verão: Dicas e cuidados

A chegada do calor é acompanhada por uma necessidade de realizar atividades ao ar livre, com isso se observa o aumento da procura por novos exercícios. Os exercícios físicos apresentam inúmeros benefícios, porém com as altas temperaturas desta época alguns cuidados devem ser tomados.

A exposição excessiva em ambientes com temperatura elevada aliada a pratica de atividade pode levar ao aumento de temperatura corporal. Fique atento a sintomas como suor excessivo, náuseas, tonturas,aumento da frequência cardíaca e respiratória.

Dicas

  • Use roupas leves, que facilitem a transpiração.
  • Hidrate-se, antes , durante e após a pratica da atividade.
  • Para as práticas ao ar livre, evite os horários entre 10:00 e às 16:00 horas.
  • Proteja a sua pele, use protetor solar.
  • Fique atento a sensações de desconforto durante o exercício.

O importante é que essas atividades se mantenham durante todas as estações do ano, tanto para o lazer quanto para manutenção da saúde.

Foto: Corbis

Foto: Corbis