Hipertensão: escolha os alimentos certos

Foto: Corbis

Quem sofre de hipertensão deve combinar a prática regular de atividade física com uma alimentação balanceada, para manter a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida.

Em coscientização da população, no dia 26 de abril, comemora-se o Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão. Faça exames regularmente e pratique atividade física.

Os hipertensos devem priorizar alimentos que reduzem o colesterol, a massa gorda e ricos em fibras, essa combinação ajuda na liberação do sistema cardiovascular.

Confira os alimentos que não podem faltar na despensa:

1) Farelo de trigo

2) Morango

3) Semente de abóbora

4) Soja

5) Melancia

6) Batata

7) Oleaginosas

8) Azeite

9) Linhaça

10) Alho

11) Feijões

12) Espinafre

13) Banana

14) Inhame

15) Cenoura

Hipertensão: alimentos que devem ser evitados

As pessoas que sofrem de hipertensão – pressão alta – devem evitar diversos alimentos. O consumo deles pode comprometer sua saúde, bem-estar e qualidade de vida.

No dia 26 de abril comemora-se o Dia da Prevenção e Combate à Hipertensão. Consciência e prevenção são as melhores maneiras de acabr com esse mal.

Os alimentos que devem ser evitados são:

– Sal

– Temperos industrializados

– Condimentos

– Café

– Alimentos gordurosos

– Carne vermelha

– Refrigerantes

Gestante, o Pilates é perfeito para você manter a forma

O método Pilates tem como objetivo principal manter a consciência no movimento e no corpo. O método é capaz de trazer flexibilidade, força e equilíbrio a quem pratica. O Pilates é recomendado para todas as pessoas, desde crianças até idosos, portanto as gestantes não podiam ficar de fora.

Estar grávida não significa se abster de treinar e praticar exercícios, pelo contrário, com uma série especial para cada tipo de gestante, levando em consideração as particularidades de cada uma, é prazeroso e necessário manter o ritmo de treinamento durante a gestação.

A série de exercícios é feita a fim de evitar varizes, hemorróidas e dores, além de ajudar a aumentar a auto-estima, manter os níveis de condicionamento físico e preparar o corpo para as exigências físicas da maternidade.

O corpo da mulher passa por muitas mudanças durante a gravidez e os exercícios devem ser adaptados e modificados conforme a gravidez avança.

O perfeito no Pilates é que o método pode ser individualizado para a capacidade de cada um.

Hormônios

A mulher quando engravida passa por um processo delicado de mudanças hormonais, que reflete no físico de maneira gradativa de acordo com o crescimento da barriga. A cada mês o peso e o equilíbrio do corpo devem ser ajustados para evitar lesões e sobrecarga em determinados músculos.

O Pilates ajuda a gestante a manter o corpo flexível, com os músculos alongados, principalmente das regiões pélvica e costas, já que são as mais sobrecarregadas para sustentar o peso da barriga. A mudança de hormônios leva ao afrouxamento dos tendões, aumentando as chances de lesão, mas com músculos fortes e alongados essas chances diminuem bastante.

O método

Postura, equilíbrio e força são primordiais para a gestante manter a forma durante a gravidez e voltar ao seu peso e alongamento normais em pouco tempo depois do parto. Esses três fatores são largamente trabalhados no Pilates através do fortalecimento dos músculos com exercícios controlados e sem sobrecarregar uma região do corpo em detrimento de outra.

A barriga e os músculos do assoalho pélvico são trabalhados, sendo ajustados à medida que o bebê cresce. Ao mesmo tempo, em que as articulações são trabalhadas para manterem-se estáveis para evitar lesões. Isso acontece porque os músculos da barriga vão esticando à medida que o bebê cresce, o que leva à dor nas costas, principalmente lombar, e/ou pélvica. Com o enfraquecimento dos músculos do assoalho pélvico, órgãos como intestino, bexiga e útero (ventre) mover-se mais abaixo na pélvis sob o peso do bebê. Devido a isso, pode ocorrer vazamentos pequenas quantidades de urina ao tossir ou espirrar, ou sentir uma sensação de peso baixo.

Com o Pilates toda a região pélvica, costas e barriga é fortalecida, pois todos os músculos, inclusive os mais profundos são trabalhados. Além disso, o método trabalha com o equilíbrio em cada fase da gestação, trazendo conforto, bem-estar e sensação de prazer para mamãe e bebê.

Treinos e horários durante o primeiro trimestre devem ajustados de acordo com os níveis de fadiga. Ao longo da gravidez a demanda sobre os músculos abdominais deve ser diminuída.

Parto

O fortalecimento proporcionado pelo Pilates ajuda mãe e bebê na hora do parto, pois com músculos fortes, a mãe é capaz de ter maior controle para ajudar no nascimento de forma segura.

Se a pessoa não praticar Pilates antes da gravidez?

Se você não praticava Pilates antes de ficar grávida, esteja atenta às indicações de seu médico, pois, principalmente nos primeiros meses, há riscos de o feto descolar-se da placenta.

As aulas

As aulas de Pilates para gestante são similares às aulas para outros públicos, mas com algumas recomendações. A gestante não deve de maneira nenhuma realizar exercícios com o peso sobre a barriga.

Ao sentir qualquer desconforto ou dor, cesse o exercício imediatamente e comunique ao professor. O planejamento da aula é elaborado levando em consideração o histórico da gestante, seu condicionamento físico, doenças pré-existentes, costume de fazer exercícios, etc.

Visto que o corpo de cada mulher é diferente e responde de maneiras diversas, há exercícios que são bastante apropriados para algumas pessoas durante a gravidez e não para outras. Durante uma gravidez normal e saudável, o exercício moderado é seguro para o bebê.

Os exercícios de alto impacto não podem ser realizados. Assim como aqueles nos quais há risco de queda. Deve-se evitar os alongamentos pesados, para proteger os ligamentos, que ficam mais soltos nessa fase. Por esta razão, você deve ter cuidado para não super-estender. É importante continuar a reforçar e reequilibrar os músculos ao redor das articulações – apoiar o corpo quando ele passa por alterações posturais relacionadas com a gravidez.

O instrutor deve estar apto a atender gestantes para elaborar a série de exercícios adequada. Além disso, a gestante deve realizar exames médicos, seguir as recomendações de seu obstetra e levar todos os exames necessários no primeiro dia de aula.

É claro, beber muita água, evitar esforço excessivo e sobreaquecimento são sempre importantes.

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Exercícios para fazer em casa

Com a correria do dia a dia, às vezes fica difícil encontrar tempo para praticar atividade física. Para não perder o pique alguns exercícios podem ser feitos em casa nos dias em que os horários estão apertados.

Aqui vão algumas dicas de exercícios que podem ser feito em casa.

1) Agachamento: 3 séries de 10 movimentos:

Manter pés alinhados na largura do quadril, flexionar os joelhos projetando o  quadril para trás, assim impedindo que os joelhos ultrapassem a linha dos tornozelos. Realize o movimento de forma lenta.

Foto: Roman Märzinger/Westend61/Corbis

Foto: Roman Märzinger/Westend61/Corbis

2) Ponte: 3 séries de 10 movimentos:

Deitado com pés apoiados , com contração da parte posterior da coxa e do abdomen, elevar o quadril e retornar ao chão de forma lenta.

Foto: Felix Wirth/Corbis

Foto: Felix Wirth/Corbis

3) Panturrilha unilateral: 3 séries 10 movimentos:

Em frente a parede ou apoio, manter uma perna flexionada, enquanto a outra realiza movimento de elevar e abaixar o calcanhar, ao terminar os 10 movimentos realizar do lado oposto.

Foto: Internet

Foto: Internet

4) Abdomen: 3 séries 10 movimentos:

1-Deitado no chão, manter pés apoiados, elevar o tronco contraindo abdomen.

2- Deitado no chão, elevar o tronco com rotação, mantendo quadril apoiado.

Foto: moodboard/Corbis

Foto: moodboard/Corbis

5) Braços: 3 séries de 10 repetições:

Em pé, elevar os braços esticados a frente e ao lado (alternando), com peso 1kg.

Com braços apoiados em um banco, e pés apoiados no chão, realizar flexao do cotovelo e subir empurrando o banco.

Foto: Internet

Foto: Internet

Exercícios físicos no verão: Dicas e cuidados

A chegada do calor é acompanhada por uma necessidade de realizar atividades ao ar livre, com isso se observa o aumento da procura por novos exercícios. Os exercícios físicos apresentam inúmeros benefícios, porém com as altas temperaturas desta época alguns cuidados devem ser tomados.

A exposição excessiva em ambientes com temperatura elevada aliada a pratica de atividade pode levar ao aumento de temperatura corporal. Fique atento a sintomas como suor excessivo, náuseas, tonturas,aumento da frequência cardíaca e respiratória.

Dicas

  • Use roupas leves, que facilitem a transpiração.
  • Hidrate-se, antes , durante e após a pratica da atividade.
  • Para as práticas ao ar livre, evite os horários entre 10:00 e às 16:00 horas.
  • Proteja a sua pele, use protetor solar.
  • Fique atento a sensações de desconforto durante o exercício.

O importante é que essas atividades se mantenham durante todas as estações do ano, tanto para o lazer quanto para manutenção da saúde.

Foto: Corbis

Foto: Corbis

Evento de Bem-Estar ao ar livre reuniu mais de 200 pessoas

No último sábado, dia 4, foi realizado o evento de Bem-estar no Parque. Mais de 200 pessoas participaram das aulas de Yoga com a professora Márcia Heder do Espaço Kaizen e Pilates com José Eduardo, sócio-diretor da HT e do Espaço Kaizen. Além disso, os participantes aprenderam sobre Self-Healing com palestra do próprio criador do método, Sr. Meir Schneider, que veio doa EUA para fazer a galera levantar e praticar exercícios para melhorar sua visão.

Avaliação postural com o professor de Pilates da HT Marcus Vinicius

Avaliação postural com o professor de Pilates da HT Marcus Vinicius

Durante todo o evento, os professores de Pilates da HT, Marcus Vinicius e Letícia, estiveram na tenda realizando avaliação postural  para pessoas de todas as idades e também a terapeuta Tatiana Gebrael realizou avaliação da visão. Todas as atividades foram irrestritas, podendo ser realizadas por todas as pessoas, seja jovens, adultos ou melhor idade e até crianças.

Confira mais fotos do evento Bem-estar no Parque. http://htpilates.wordpress.com/2012/02/04/veja-as-fotosotos-do-evento-de-bem-estar-no-parque-villa-lobos/

Veja os vídeos de três mulheres que participaram das aulas e contam com foi sua experiência.

Daniela nunca havia praticado Pilates e conta como se sentiu depois da aula:

youtube http://www.youtube.com/watch?v=CTWZNi0hKJA&w=420&h=315]

Janete Aparecida estava há algum tempo sem praticar exercícios e conta como foi a experiência no parque:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=w8d8_zz5IxU&w=420&h=315]

Estela Lima acreditava que Pilates era destinado a pessoas mais jovens, veja o que achou da prática:

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=HyXJlGBtM5M&w=420&h=315]

Esporão de calcâneo, fascite plantar e o Pilates

Esporão de calcâneo é um crescimento ósseo irregular no calcanhar, costuma ser incapacitante e doloroso quanto estão se desenvolvendo.

A planta do pé é composta por músculos (estruturas elásticas) e por fáscias (estruturas rígidas), que potencializam a força dos músculos flexores curtos dos dedos e funcionam como um braço de alavanca. Um estresse nessa região provoca o estiramento da fáscia, originando fissuras e inflamações o que causa a retração do tendão de Aquiles. Ocorre geralmente nos pés planos.

Fascite plantar refere-se a dor da fáscia plantar. Caracteriza-se por uma inflamação causada por micro traumatismos de repetição na origem da tuberosidade medial do calcâneo. As forças de tração durante o apoio levam ao processo inflamatório. A fascite surge geralmente em indivíduos obesos. A pronação do é facilita o desenvolvimento desta patologia.

Já quando ocorre a lesão próxima ao osso, este pode tentar se curar produzindo um novo osso, originando o esporão de calcâneo.

O tratamento de ambos é principalmente clínico realizado principalmente por meio de alongamento do tendão de Aquiles e da fáscia plantar.

Na maioria das vezes com a pratica regular do Pilates em 6 ou 8 semanas é o suficiente para resolver o quadro doloroso, porém o instrutor deve tomar alguns cuidados como não apoiar o calcanhar em superfícies rígidas.

O profissional pode abusar de superfícies instáveis como owerball, bosu, almofada de equilíbrio e exercícios com a faixa elástica.

Nas situações persistentes recomenda-se o uso de infiltrações e ondas de choque. E em último caso pode ser feita uma cirurgia, porém esta ainda não é comprovatório a solução total do problema.

Dicas para ter uma boa postura no seu dia a dia

Muitas vezes temos a sensação de um cansaço no final do dia, dor  na coluna lombar, dor na cervical, tensão muscular na região dos ombros. Em grande parte, a causa destes problemas é a má postura adotada durante todo o dia. Se você  permanece neste ciclo vicioso de dor e tensão muscular, pode causar uma lesão posteriormente.  Por isso, segue algumas dicas para uma boa postura e em consequência melhor qualidade de vida e mais saúde.

– Quando ficar na posição em pé, procure transferir o peso do seu corpo mais para o meio dos pés e para os dedos. Desta forma é mais fácil você acionar a musculatura abdominal nesta posição e não causar sobrecarga nos  músculos da lombar;

– Você deve sentar sempre em cima dos ossos do quadril (os ísquios),  fazendo um ângulo de noventa graus entre o joelho e a coxa.  Os pés devem permanecer bem apoiados no chão.

– Ao dirigir, primeiro sente no banco com a coluna bem reta e a partir desta posição ajeite os espelhos retrovisores do seu carro.  Desta forma se você “desabar” a coluna, não vai ter boa visibilidade nos espelhos e automaticamente você busca uma melhor posição para a coluna;

– Evite carregar muito peso com os membros superiores, se tem o hábito de carregar bolsa ou mala pesada, alterne os lados  que  carrega estes objetos.

São dicas simples, que  ajudam no seu dia-a-dia.

Foto: Bettmann/CORBIS

Foto: Bettmann/CORBIS

Dicas para evitar as câimbras

A câimbra é uma contração involuntária e dolorosa do músculo que pode durar alguns segundos ou até vários minutos.

A câimbra pode ser causada por vários fatores como, os principais são:

 

  • Falta de hidratação;
  • Má circulação;
  • Baixo nível de cálcio no sangue;
  • Falta de potássio no sangue;
  • Anemias;
  • Estresse muscular;
  • Compressão das raízes nervosas

 

Para evitar as câimbras

 

  • Hidrate-se, beba bastante água, Para atividades físicas mais desgastantes beba isotônicos;
  • Alimente-se bem com alimentos ricos em vitaminas, cálcio, magnésio e sais minerais;
  • Aumente a circulação do local movimentando a articulação;
  • Massageie de modo que não pressione demasiadamente o local;
  • Aplique calor no local para relaxar a musculatura.

 

Fonte:

www.mdsaude.com

www.wikipedia.com.br

www.copacabanarunners.net/caimbra